Saiba como usar o corretivo no rosto

Dois famosos maquiadores dão dicas preciosas

Em musse ou líquido, produto ajuda a cobrir imperfeições
Em musse ou líquido, produto ajuda a cobrir imperfeições Foto: Eduardo Carneiro

Por mais que você frequente religiosamente o dermatologista, experimente todas as receitas caseiras e nunca se esqueça de passar o creme antes de dormir, só mesmo um bom corretivo para dar conta de uma noite maldormida. Opções não faltam. Líquidos, em musse, cremosos, iluminadores, de baixa, média ou alta cobertura. Para acertar na escolha, só mesmo testando.

Palavras de quem entende

Consultamos o top maquiador Duda Molinos e o representante da Yves Saint Laurent na América Latina, Alcides Ragone, e preparou um tira-dúvidas com dicas para você não se atrapalhar com o uso do corretivo.

O corretivo vem antes ou depois da base?

Passar base não é obrigatório e até desnecessário se a pele não precisa de grandes correções. Mas se a ideia é fazer a maquiagem completa, Duda Molinos recomenda que o corretivo venha depois. “O melhor é corrigir o máximo possível com a base, porque ela é mais fina, dá uma cobertura mais leve e natural. Depois, você analisa o que ainda precisa de um reforço extra e vem com o mínimo possível de corretivo só naquele ponto, que pode ser uma olheira mais profunda, uma espinha ou uma mancha”, explica.

Como saber qual é a minha cor de corretivo?

Alguns produtos têm fundo amarelado, outros são mais neutros ou rosados, portanto só mesmo experimentando para descobrir o que funciona para você. Outra dica importante é não testar os produtos na mão ou no pulso. Geralmente, a cor não corresponde exatamente à do rosto. Além disso, antes de comprar, tenha em mente por que você precisa do produto. “Para cobrir olheiras, é melhor comprar o corretivo um tom abaixo da cor natural da sua pele, porque cobre melhor a região, que é mais escura, e ilumina”, sugere Alcides Ragone. “Se a intenção é cobrir manchinhas mais claras ou escuras, ou disfarçar espinhas e tirar a vermelhidão existente no canto dos olhos e ao redor do nariz, um corretivo que seja exatamente da cor da pele resolve melhor”, completa Duda Molinos.

Corretivo colorido funciona?

Você já deve ter visto corretivos roxos, verdes e amarelos. Esse tipo de produto serve como neutralizador. Portanto, se você tem uma olheira que puxa para o marrom ou pretende cobrir manchas avermelhadas, o corretivo verde pode ajudar. Mas se você ainda não é mestra na arte de se maquiar, os profissionais recomendam deixar o truque de lado.

Como aplicar o corretivo?

Existem no mercado alguns pincéis próprios. Mas, para quem está começando, o dedo é mesmo a melhor pedida. Mas nada de esfregar o produto na pele. “Além de irritar a região, você vai tirar o produto, em vez de fixá-lo”, ensina Alcides Ragone.

Qual é o meu tipo de corretivo?

“A escolha depende do que você quer cobrir. Se for uma olheira mais profunda, recomendo aqueles cremosos, em potinho. São mais pesados, mas cobrem mais”, aconselha Duda Molinos. “Mas se a pessoa não tem muito o que disfarçar, pode optar pelo corretivo líquido, que adere mais à pele e deixa uma cobertura natural. Corretivos em musse também têm uma textura legal para imperfeições mais leves.”

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna