Saiba identificar alergias alimentares em crianças

Há diferenças entre alergia à proteína do leite e intolerância à lactose

Alergia ou intolerância ao leite exigem a substituição por outros alimentos
Alergia ou intolerância ao leite exigem a substituição por outros alimentos Foto: Divulgação

A criança come, se lambuza, fica feliz. Em seguida, lágrimas tomam conta do rostinho, anunciando que algo está ocorrendo no corpo. A barriga fica inchada e dói, e a mamãe não sabe o que fazer.

Mais comum do que imaginamos, as alergias alimentares (reações adversas a alimentos que envolvem mecanismos imunológicos) atingem de 5% a 8% das crianças nos primeiros anos vida, sendo que 80% dos casos ocorrem até os três anos. Ou seja, uma resposta do sistema imunológico detecta algum componente da dieta como “perigoso” e passa a produzir anticorpos contra ele, causando reações de hipersensibilidade.

De acordo com a gastroenterologista pediátrica Cristina Targa Ferreira, do Instituto do Aparelho Digestivo, as reações alérgicas mais comuns até os três anos estão relacionadas ao consumo de leite de vaca, soja, ovos e nozes. Entre os sintomas, pode haver vômitos, diarréia, distensão abdominal, baixo ganho de peso, choro e irritabilidade.

Mas fique atento: é importante saber a diferença entre alergia à proteína do leite e intolerância à lactose. Para informar os pais sobre o problema, a médica concedeu entrevista. Leia as dicas abaixo:

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna