Saiba quais são as mudanças no corpo da mulher durante a gestação

Ginecologista e mastologista responde as questões mais comuns de beleza

Médicos recomendam ingestão de apenas 100 calorias extras por dia
Médicos recomendam ingestão de apenas 100 calorias extras por dia Foto: Divulgação, Stock.Xchng

Inúmeras mudanças acontecem no organismo feminino durante a gestação e também e após o parto. Os cuidados com o corpo nesta fase são importantes sob os pontos de vista físico e psicológico. Para ser uma mamãe ativa, bonita e saudável, informação é fundamental. A ginecologista e mastologia Nara Mattia esclarece as questões mais comuns que observa em sua prática clínica.

1 – Na pele
Podem surgir manchas, oleosidade e acne? O que fazer?
:: Durante a gestação os hormônios femininos aumentam. O cloasma gravídico (mancha no rosto) e a pigmentação da linha média da barriga é estimulado pela  melatonina que aumenta pela progesterona. Porém, a oleosidade e acne dependem da sensibilidade de cada mulher a dilatação dos vasos da pele, principalmente do rosto, em algumas, esse aumento da vascularização causa uma melhora da pele e até diminuição da oleosidade e da acne, para outras, entretanto, o efeito é exatamente contrário ficando pior, principalmente nos primeiros três meses de gestação. Toda gestante deve usar filtro solar e evitar exposição solar, principalmente porque as manchas gravídicas são difíceis de desaparecer mesmo após o nascimento do bebê. A oleosidade e acne melhoram com dieta adequada, muito líquido e uso de cremes específicos para essa fase e dependente de cada biotipo de pele.Um bom cosmetologista pode ajudar as peles mais difíceis.

2 – No cabelo
É verdade que eles ficam mais bonitos? Por quê? Após a gestação eles voltam ao normal?

:: Sim, é verdade. Observa-se aumento da produção dos pelos, em geral, manifestação do aumento dos vasos induzida pelo estrógeno na periferia do bulbo folicular e da vasodilatação promovida pela progesterona, aumentando a nutrição desse pelo/cabelo. Isso também diminui a queda normal aumentando o volume dos cabelos. Durante o puerpério (periodo pós-parto), principalmente 3 a 4 meses após o nascimento do bebê, tudo volta ao que era antes, havendo até uma certa diminuição da nutrição normal por diminuição da taxa hormonal e os cabelos que não caíram durante toda a gestação são liberados todo de uma vez causando até um certo pavor por parte das mulheres. Mas não é motivo para preocupação: com a normalização hormonal que ocorre logo após o 5º ao 6º mês, o que caiu volta a nascer.

3 – No olfato e paladar
O  que muda? A mulher realmente sente mais desejo ou aversão por determinados alimentos?

::: Durante a gestação, tanto a fome como o apetite estão exarcebados. É comum a aversão a alimentos gordurosos e pode surgir a malácia (desejo de comer substâncias não convencionais como terra, giz ou arroz cru). O desejo de ingerir alimentos específicos, também pode surgir na fase inicial da gestação (desejos), sendo justificado pela presença de gonadotrofina coriônica e alterações emocionais, algumas relacionadas à carência afetiva. As teorias evolucionistas explicam que a aversão por determinados alimentos, as naúseas e os vômitos, pode ter protegido as gestantes (durante a evolução), de comerem alimentos contaminados que poderiam transmitir doenças ao feto durante sua formação.

4 – Na barriga
Por que surgem estrias? Dá para prevenir?

:: Durante a gestação a supra-renal aumenta sua função ocorrendo um aumento do cortisol, que além de diminuir a imunidade da gestante (o que a impede de rejeitar o feto no útero), junto com a distensão abdominal (do aumento do feto) e mamária (preparo para lactação), pode responder pelo aparecimento de estrias nestas regiões. O acúmulo de tecido adiposo no abdôme, mamas e região lateral das coxas também contribui para o aparecimento de estrias. Existe uma predisposição genética para o aparecimento de estrias, mas o ganho de peso adequado durante a gestação, a perfeita hidratação da pele com cremes e a ingestão de líquidos podem diminuir seu aparecimento.

5 – Nas pernas
Por que surgem varizes e inchaço? Como aliviar?

:: O aumento do volume uterino causa compressão na principal veia que leva o sangue de volta ao coração, a veia cava, dificultando o retorno venoso. Esse fator, aliado ao efeito da progesterona e do estrógeno sobre os vasos (vasodilatação), facilita o  aparecimento de varizes e inchaço nos membros inferiores.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna