Saiba quando procurar ajuda médica para os pequenos e quando se trata de excesso de zelo

Pediatra explica em que casos precisamos levar as crianças para o pronto-socorro

Semana de moda francesa reúne as tendência para o inverno 2012
Semana de moda francesa reúne as tendência para o inverno 2012 Foto: AFP

A preocupação com a saúde dos pequenos é uma constante. Em alguns casos, inclusive, os pais exageram pelo excesso de zelo que pode, inclusive, atrapalhar o desenvolvimento da criança.

Segundo o pediatra Wilson Roberto Juchem, é preciso que os pais procurem informar-se sobre os cuidados com a saúde dos filhos, sendo imprescindível que eles tenham a oportunidade de fazer as brincadeiras e descobertas pertinentes a cada idade.

Juchem ajuda a tirar algumas dúvidas dos pais:

:: Deu febre

É sinal de que alguma coisa está acontecendo. No geral, traz angústia, mas se há febre, é porque há um interesse natural de que ela esteja presente para que o organismo da criança reaja ao fator agressor.

Se a criança estiver tomado o antitérmico, se passar a febre e o ânimo melhorar, é provável que não tenha problema mais sério. Se, ao baixar a febre, o estado geral seguir muito comprometido, convém buscar recurso médico.

:: Bateu a cabeça

É preciso bom senso. A criança deve ser levada a atendimento urgente, se perder a consciência, tiver choro intenso, vômitos severos e repetidos e sonolência fora do habitual. É recomendável que a criança não durma nos primeiros momentos.

:: Cortou-se e sangrou

Se for corte pequeno, é necessária uma boa limpeza. Logo a seguir, uma compressão sobre o machucado. Com isso, o sangramento deve cessar. Se o corte for profundo, a criança deve ser levada à emergência para avaliar a necessidade de sutura (os famosos “pontos”).

:: Engasgou-se

É importante saber se o que causou o acidente tomou o caminho do esôfago (que comunica a boca com o estômago) ou da traqueia (que comunica a cavidade oral com os pulmões). Neste último caso, em geral, a criança deve ser levada à emergência. Nos pequenos engasgos, procure retirar a causa do problema. Colocar a cabeça da criança para baixo e com a boca no nível mais baixo para que se aproveite, ao máximo, a força da gravidade para a expulsão do que causou o engasgo.

:: Engoliu um objeto

A importância da situação está relacionada com o objeto que a criança engoliu. Em geral, os pequenos serão eliminados nas fezes. Em alguns casos, haverá necessidade de acompanhamento do objeto.

:: Queimou-se

Para pequenas queimaduras, recomenda-se que a região seja colocada sob água corrente. No caso de dúvidas encaminhe a criança ao médico. Não use pomada ou substância sem recomendação de um especialista.

Leia mais
Comente

Hot no Donna