“Se eu posasse pra Playboy, o tema seria o Islã”, diz Tatá Werneck

Em entrevista à publicação, a atriz ainda disse que gostaria de dar um beijo técnico em Antônio Fagundes

Atriz ainda disse que gostaria de dar um beijo técnico em Antônio Fagundes
Atriz ainda disse que gostaria de dar um beijo técnico em Antônio Fagundes Foto: João Miguel Júnior

Se na ficção Tatá Werneck vive Valdirene, a periguete louca pela fama em Amor à Vida, na vida real a atriz quer ficar bem longe das revistas masculinas – ao menos sem roupa. Em entrevista à Playboy, publicada na edição de junho, a humorista diz que não tem o perfil de mulher sensual:

? Mais fácil eu posar para a ‘Pepinos & Cenouras’. Respeito, adoro, acho maneiro, mas não tem nada a ver comigo. Se eu posasse, o tema seria islã: eu, de burca ? brincou na sessão 20P da revista.

Divertida, Tatá ainda confessou que gostaria de dar um beijo técnico em Antônio Fagundes, o César da trama das nove da Globo.

? Vou poder chegar em uma roda e falar: ‘Galera, dei um beijo técnico no Fagundes’. Ele é um espetáculo ? disse.

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna