Ser magra traz mais felicidade às mulheres do que ter um amor, mostra pesquisa

Estar acima do peso é causa de infelicidade, aponta estudo publicado em livro

A preocupação com os quilos a mais deixa as mulheres mais infeliz do que a solidão
A preocupação com os quilos a mais deixa as mulheres mais infeliz do que a solidão Foto: Ricardo Wolffenbüttel

Esqueça essa história de encontrar seu par perfeito: o que realmente faz uma mulher feliz é estar magra. De acordo com um estudo do psicólogo Pam Spurr que durou 24 anos e resultou no livro How to be a Happy Human (“Como ser um pessoa feliz”), os quilos mostrados na balança têm mais efeito sobre a felicidade das mulheres do que sua vida amorosa. E ser obesa causa mais tristeza e sofrimento do que ser solteira – o que também reforça que ser magra traz mais satisfação do que um relacionamento.

Segundo os especialistas, o estigma em torno de se estar com sobrepeso ou gorda tornou-se tão presente e relevante que pode afetar praticamente todos os aspectos da vida pessoal.

? Já trabalhei com muitas mulheres que estavam acima do peso e quanto pesavam estava sempre na cabeça delas. E não num cantinho escondido da cabeça, mas como o pensamento principal, porque vivem numa sociedade que está sempre avaliando o peso, o tamanho e o quanto se é atrativa. As obesas são estigmatizadas pelas pessoas que pensam que os quilos a mais significam algo como preguiça, estupidez ou um ‘não ligar’ ? diz o psicólogo Pam Spurr, que diz que ser solteiro é socialmente mais aceitável.

Spurr explica que as pessoas chegam a pensar: ‘ela é solteira, mas é um amor’ e diz que mesmo podendo ser extremamente solitárias, ainda sentem uma esperança.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna