Sexo em uma nova cidade: Carrie e companhia vão a Abu Dhabi

Cynthia Nixon (E), Sarah Jessica Parker e Kritin Davis (D) participam da ShoWest, convenção de donos de salas de cinema em que a Warner estreou um novo trailer de "Sex and the City 2"
Cynthia Nixon (E), Sarah Jessica Parker e Kritin Davis (D) participam da ShoWest, convenção de donos de salas de cinema em que a Warner estreou um novo trailer de "Sex and the City 2" Foto: Matt Sayles

Sarah Jessica Parker e suas amigas de Manhattan levam o sexo a uma nova cidade. Em Sex and the City 2, cuja estreia nos Estados Unidos está prevista para o dia 27 de maio, Sarah, Kim Cattrall, Kristin Davis e Cynthia Nixon vão ao Oriente Médio, precisamente ao emirado de Abu Dhabi.

A continuação da série dá a Carrie Bradshaw (personagem de Sarah) a chance de passar mais tempo com sua elegante turma, mas desta vez deu também às atrizes tempo para estarem juntas como nunca antes.

– Provavelmente os personagen nunca passaram tanto tempo juntos – disse Sarah em uma entrevista na semana passada em ShoWest, a convenção de donos de salas de cinema em que a Warner estreou um novo trailer de Sex and the City 2. – Simultaneamente, foi a primeira vez que as quatro atrizes saíram do país, viveram juntas, trabalharam juntas durante quase oito semanas… E quando digo que viveram juntas, quero dizer café da manhã, almoço e janta juntas todos os dias – acrescentou.

O quarteto precisou trabalhar dobrado para superar o primeiro filme baseado na série de TV, que há dois anos ultrapassou as expectativas da indústria ao arrecadar US$ 56,8 milhões na semana de estreia e US$ 150 milhões no total.

Em Sex and the City 2, Carrie se reencontra com os homens de sua vida, incluindo Big (Chris Noth), com quem se casou no primeiro filme. Samantha Jones (Kim Cattrall) leva as amigas a Abu Dhabi, onde seu ex, um astro de cinema, acaba de filmar um longa de ação. Já Carrie enfrenta a tentação ao reencontrar-se com Aidan (John Corbett), um de seus ex da série. As outras amigas também passarão por crises: Samantha luta para manter-se jovem, Charlotte York (Kristin Davis) se sente oprimida pelos filhos, Miranda Hobbes (Cynthia Nixon) quer deixar o trabalho para ser mãe em tempo integral.

Uma boa parte do filme se passa ainda em Manhattan, mas a trama no Oriente Médio representa um choque de culturas quando as quatro precisam se comportar em um país conservador no que diz respeito à conduta e ao visual das mulheres.

Roteirista e diretor de ambos os filmes e produtor executivo da série, Michael Patrick King disse que a grande pergunta do público antes do primeiro longa era se Carrie e se casariam.

– Agora, passamos do casamento à próxima pergunta lógica: “Carrie terá um bebê?” – ri King, admitindo que esta “é uma das ideias do filme”, mas sem responder nada de concreto. – Sempre gosto de fazer coisas individuais e únicas para Carrie Bradshaw, já que ela é um ser tão singular.

Leia mais
Comente

Hot no Donna