Síndrome da pressa dificulta conciliação entre trabalho e vida pessoal

Problema pode ser causado por excesso de estresse e afeta a qualidade de vida

O ambiente de trabalho pode ser um dos grandes culpados pelo estresse
O ambiente de trabalho pode ser um dos grandes culpados pelo estresse Foto: Divulgação

Em tempos de ritmo de vida acelerado e pressão no trabalho, em que o estresse já é tema e preocupação quase diária, é importante estar atento: situações estressantes podem, segundo o gestor de carreira Sidney Zenobio, resultar no desenvolvimento da síndrome da pressa. O problema bem atual vai de encontro aos dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), que afirma que nove em cada dez pessoas sofrem de algum tipo de estresse.

? O ambiente de trabalho pode ser um dos grandes culpados pelo estresse. Em alguns casos alguns profissionais desenvolvem a chamada a síndrome da pressa, que prejudica o seu desempenho e a sua vida pessoal ? afirma Zenobio.

De acordo com ele, a cobrança por resultados, o excesso de atividades e a necessidade de cumprir metas podem afetar o equilíbrio do trabalhador e causar a síndrome. O problema torna o funcionário mais competitivo, agressivo e com desejo de produzir mais em menos tempo. No entanto, o comportamento imediatista na hora de resolver os problemas provoca a dificuldade de concentração, perda da criatividade, estado de alerta constante, irritação e impaciência.

? As pessoas acabam buscando resultados rápidos em todos os aspectos cotidianos, seja na vida pessoal ou no trabalho. Quem não sabe lidar direito com o tempo acaba sofrendo mais ? explica.

Segundo os médicos, a síndrome é caracterizada por um quadro permanente de ansiedade, que pode se transformar em outras doenças. Zenobio afirma que estimativas apontam que pelo menos 30% dos trabalhadores no Brasil sofrem com o mal.

? A cultura que prevalece hoje é a cobrança pela superação de limites, a necessidade de sempre fazer o melhor. O resultado são pessoas que se cobram em excesso para cumprir tudo o que é exigido, desencadeando o estresse. O profissional não consegue se desligar das tarefas do trabalho. Quase nunca se permite ter algum momento de lazer e quando consegue separar um tempo para se divertir, não consegue aproveitá-lo da melhor forma ? diz o gestor de carreira.

Portanto, para evitar que isso aconteça, é necessário que a pessoa se preocupe antes com a sua qualidade de vida e depois com o trabalho. Algumas vezes, é necessário até ajuda psicológica para conciliar tempo, trabalho e vida pessoal.

Conforme a OMS, o estresse pode ser bastante prejudicial à saúde, estando relacionado com problemas cardiovasculares, depressão, câncer e diabetes.  

? Até certo ponto, o estresse é saudável ao organismo, mas em excesso prejudica a qualidade de vida ? finaliza.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna