Site especializado dá dicas para organizar casamentos gays

As comunicadoras gaúchas Laura Fraga e Fernanda Prestes são as autoras do Mr & Mr

Foto: reprodução

Antes de decidir que roupa usaria na festa que celebrará o seu casamento com Alexsandro Matias no próximo dia 11 de outubro, Fabiano Vidal precisou pedir um auxílio às ferramentas de buscas da internet. O noivo já tinha ideia do traje que gostaria, mas preferiu se certificar antes de que não cometeria nenhuma gafe. O casal também optou por realizar a festa que brindará a oficialização da união no cartório em um pub, mais descontraído do que os clubes tradicionais.

Foi pensando em pequenas dúvidas como as de Fabiano e Alexsandro, ocasionadas pela novidade que ainda é o casamento entre pessoas do mesmo gênero no Brasil ?231 cerimônias foram realizadas desde que o Conselho Nacional de Justiça liberou a ação, em maio deste ano ?, que a jornalista Laura Fraga e a relações públicas Fernanda Prestes lançaram, no dia 2 de setembro, o Mr & Mr, site voltado para a organização de casamentos homoafetivos. Na página, a dupla procura passar um serviço completo para os leitores quanto a questões jurídicas, locais para a celebração, cerimonial e visual da festa. Laura define:

? Os noivos gays agora têm um canal de informação exclusivo e pensado para eles.

Atuantes na área de social media em Porto Alegre, as amigas que acompanhavam sites e blogs do ramo casamenteiro se deram conta de que faltava informação quando a abordagem era a troca de alianças entre pessoas do mesmo sexo. Passaram a estudar o assunto e investigar o interesse do público para então criar a página que, em 24 horas no ar, teve cerca de 200 visitas e mais de 400 curtidas na fan page do Facebook, acima do esperado por elas por conta da segmentação do assunto. Laura estava insegura quanto à receptividade:

? Um dos nossos principais receios era o fato de sermos duas héteros solteiras escrevendo em um site para o público gay que quer casar. Tivemos medo de sofrer preconceito, mas discriminação não é a praia do nosso público.

Realmente, não é. Prova disso é que ao longo da semana, a dupla recebeu incontáveis mensagens positivas e incentivadoras quanto ao trabalho realizado.

Dicas do site Mr & Mr

QUESTÃO LEGAL: Para dar entrada nos papéis, é preciso que você e seu noivo(a) compareçam a um cartório com suas certidões de nascimento e cédulas de identidade originais, comprovante de residência original e duas testemunhas (devem ser maiores de idade e podem ter grau de parentesco, exceto pai e mãe). É necessário esperar 15 dias e, se estiver tudo certo, o oficial certificará no processo que os noivos estão aptos a se unirem e dará um prazo de três meses para a realização do matrimônio.

CERIMÔNIA RELIGIOSA: Aqui entra uma diferença grande entre os casamentos hétero e homossexuais. Como a maioria das crenças e religiões não prevê o matrimônio homoafetivo, os casamentos gays, em geral, têm uma cerimônia civil seguida da festa, tudo no mesmo local. Mas há religiões, sim, que aceitam a homossexualidade e até ministram cerimônias de casamento entre pessoas do mesmo sexo, como a umbanda, o candomblé, a Igreja Cristã Contemporânea e o Budismo.

CERIMONIAL: Em um casamento de pessoas de sexos opostos, convencionou-se que o noivo entra primeiro e aguarda a entrada da noiva. Mas e quando são dois noivos ou duas noivas? Bom, aqui não existe regras. Há casais que decidem quem entrará primeiro, outros preferem entrar juntos, cada um com a sua mãe. Já em relação a quem irá ministrar a cerimônia, uma boa ideia é chamar um amigo ou familiar para fazer esse papel, pois torna o momento mais íntimo e sensível.

TRAJE: Homens e mulheres têm liberdade absoluta para ousar, mas devem ficar atentos a um detalhe: é muito importante que os noivos conversem e decidam juntos os trajes que irão usar no casamento, para que estejam em harmonia entre si e com o estilo da festa. Usar gravatas coloridas, flores na lapela, terno claro… Está tudo liberado. A única coisa que não pode é um aparecer de smoking enquanto o outro está de terno de linho. Ainda em relação ao traje, nós vimos alguns casamentos com ideias bem criativas, como um em que os dois noivos entraram juntos, cada um com um buquê feito de gravatas. Para as noivas, a ideia é a mesma: se uma se sente mais à vontade de terno e a outra sonha em se casar com um vestido de noiva branco, tudo bem, desde que isso seja conversado antes e decidido pelas duas.

SERVIÇOS: Uma das nossas maiores preocupações com casamentos gays é quem vai atender os noivos. Não temos como fugir do preconceito e da homofobia. Uma das sugestões é que os noivos procurem os serviços de segurança, manobrista, buffet e demais pessoas que vão circular pela festa e ter contato com os convidados, e conversem abertamente com os intermediários se possível, que selecionem ou conheçam previamente os profissionais pessoalmente. Também é importante observar que já existem assessorias de casamentos especializadas em uniões homoafetivas.

As últimas do Donna
Comente
  • Adriano

    Excelente informação, direta e simples.

Hot no Donna