“Sou muito controladora, egoísta”, declara Cleo Pires em entrevista

Atriz bateu um papo sincero com a revista Marie Claire e se classificou com uma pessoa de difícil convivência

Foto: Andrea Graiz

Cleo Pires está de volta ao cinema para interpretar Ana Terra, em O Tempo e o Vento, longa de Jayme Monjardim que teve sua estreia neste final de semana no Rio Grande do Sul. Aproveitando o gancho, a revista Marie Claire, bateu um papo sincero com a atriz que se considera de difícil convivência e tem aversão ao casamento tradicional. Ela explica por que não acredita na troca de alianças como símbolo de amor eterno:

? Na verdade falo isso de fora e assumo que é um grande preconceito. Há casamentos que parecem ser tradicionais, mas as pessoas têm uma troca fantástica, se respeitam e evoluem juntas. O que quero dizer é que tenho muita dificuldade em conviver com outra pessoa. Sempre chega um momento de impasse, em que tenho que abrir mão de quem sou. Pelo menos até hoje não consegui levar de outra forma. Até acredito que exista outro jeito, mas não o conheço ainda.

No entanto, em sua própria defesa, Cleo garantiu que não é chata ou antipática, tem apenas o temperamento um pouco difícil.

? Tenho muitos defeitos (risos). Não sou nada fácil. Sou muito controladora, egoísta… São características difíceis.

Vale lembrar que a atriz está comprometida. Ela namora o ator Rômulo Neto, que interpreta o bad boy Tito na novela Sangue Bom.

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna