Stiletto: aulas de dança feitas com salto alto contribuem para a boa forma

Alunas aprendem coreografias de cantoras pop como Beyoncé e Britney Spears

11301605
Foto: Divulgação

A aula vai além dos passos de dança, colabora para a postura, para o enrijecimento muscular e também desperta na mulher a sedução. Quem faz a afirmação é o professor Fábio Cardoso. A aula de stiletto é assim: de salto alto, as alunas aprendem coreografias de cantoras pop, como Beyoncé e Britney Spears. O stiletto surgiu com o intuito de que as mulheres pudessem trabalhar a feminilidade nas danças. Segundo a professora e coreógrafa Marília Carvalho, a modalidade ainda é pouco conhecida no Brasil.

- Não por falta de interessadas em aprender, mas faltam profissionais habilitados para ministrar as aulas – explica.

Durante a aula, o corpo todo é trabalhado.

- O movimento de quadril é bem explorado e deixa a nádega bem durinha. Os ombros são requisitados, fortalecendo as costas e a lombar, e as coxas são trabalhadas na hora de agachar e nos exercícios para manter o equilíbrio, assim como as panturrilhas – esclarece Fábio.

A prática constante do stiletto ainda colabora, segundo o instrutor, para marcar a cintura e emagrecer. A média de perda calórica gira em torno 350 a 600 por aula.
Segundo Fábio, a aula vai além dos passos de dança. Também desperta o olhar sensual e até muda o jeito de andar. A professora Marília reforça:

- O que mais atrai as mulheres é a sensualidade que a dança proporciona. Algumas não saem para dançar, mas aproveitam as aulas para mostrar toda sua capacidade de sedução e se divertir muito.

Para participar da aula, basta escolher um salto médio e confortável. Segundo Marília, o tamanho do salto pode evoluir com o tempo de treino, desde que a mulher tenha confiança e segurança para usá-lo. Fábio afirma que, apesar da polêmica de que o salto alto faz mal para a coluna, durante a aula são feitos movimentos que fortalecem a lombar e as costas, afastando qualquer risco para a aluna.

A praticante Ana Cláudia Meirelles, 33, diz que a prática do stiletto ajuda a desinibir. Ela concorda com a professora sobre o tipo de sapato.

- Em alguns passos que envolvem agachamento, o salto dá até uma certa estabilidade – afirma.

Acostumada a usar sapato alto diariamente, Ana Cláudia lembra que o salto escolhido para a aula é grosso, como os de dança de salão ou tango.

Para praticar em Porto Alegre
Na capital gaúcha, a Prof. Alina (www.alinapersonal.com.br) oferece aulas particulares de Stiletto. O telefone para contato é (51) 8104-8064.

  • Denise Costa

    Gostaria de saber onde são ministradas as aulas aqui em POA?

  • Lisiane Fortes

    Qual o nome do local onde é praticada esta modalidade (academia, escola de dança)? Estou muito interessada em fazer. Obrigada, Lisiane.

  • BIA

    Onde é possivel praticar essa dança????

  • Ana

    Qual o nome e endereço da Escola de Dança?

Cabelos curtos e vestido com salto alto alongam a silhueta da atriz Michelle Williams

Baixinhas, mas com estilo: dicas para alongar a silhueta neste inverno

Matéria anterior
Massagem foi criada pelos nativos como uma forma de colocar os jovens em contato com seu eu interior

Conheça os benefícios da massagem havaiana

Próxima Matéria