Substância extraída de cogumelo ajuda no combate às olheiras

O ácido kójico tem como vantagem poder ser usado mesmo em dias de sol

Colgumelo japonês koji é uma salvação para quem tem olheiras
Colgumelo japonês koji é uma salvação para quem tem olheiras Foto: Stock Photos, Divulgação

As mulheres vaidosas são avessas a qualquer tipo de marcas indesejadas, principalmente no rosto. As olheiras, temidas manchas escuras ao redor dos olhos,  quebram a estética do rosto e denunciam uma noite mal dormida. Mas nem sempre a origem tem a ver com a falta de sono. A boa nova é que há como combatê-las.

Cremes à base de ácido kójico estão proporcionando a melhora de 50% das olheiras e ainda possuem um diferencial importante: não causam irritação na região.

O ácido kójico é uma substância produzida por um cogumelo japonês chamado koji, usado também na fermentação do arroz para produção de saquê. Sua grande vantagem é o fato de não ser fotossensível, ou seja, não produz manchas caso a pele seja eventualmente exposta ao sol, podendo ser usado inclusive durante o dia.

Além do seu efeito despigmentante, o ácido kójico também atua como antisséptico, impedindo a proliferação de fungos e bactérias na pele. Também tem ação antioxidante, ajudando na prevenção do envelhecimento cutâneo e pode ser usado em formulações junto ao ácido glicólico e a vitamina C, entre outros ativos. Já a principal desvantagem é que o ácido kójico é considerado menos potente do que a hidroquinona como clareador – e por isso os resultados costumam levar mais tempo para aparecer.

Um outro forte aliado para a prevenção das olheiras é o uso diário de filtro solar com FPS de fator 15, no mínimo, ao redor dos olhos.

– É uma região de fácil pigmentação, por isso a exposição solar agrava o problema – explica a dermatologista Andreia Mateus Moreira, coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Outra dica é usar o mesmo protetor que se costuma aplicar no rosto, mas desde que ele seja testado oftalmologicamente, para não agredir as pálpebras e os olhos. Algumas versões do produto, em forma de bastão, são específicas para a região.

Essa hiperpigmentação que resulta nas olheiras abaixo dos olhos é causada por diversos motivos, entre eles fatores genéticos, étnicos e o avanço da idade, características que contribuem para que a pele fique mais fina nessa região. Esses pontos podem ainda ser agravados com outros fatores, como o tabagismo, o cansaço, o excesso de bebidas alcoólicas e até mesmo o período menstrual.

Outros tratamentos para olheiras incluem procedimentos com hidroquinona e vitamina K.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna