Tatuagem: um passado difícil de apagar da pele

Na hora de remover o que não tem mais sentido vêm o drama da dor e os riscos

Remover uma tattoo pode custar até R$ 1,2 mil por sessão
Remover uma tattoo pode custar até R$ 1,2 mil por sessão Foto: Stock Photos, Divulgação

Carregadas de significados, as tatuagens perpetuam na pele um momento especial da vida, um amor, uma convicção política, etc. Mas o tempo passa, a vida muda e, em alguns casos, essas figuras podem perder o significado que antes possuíam, passando a se tornar indesejáveis. Mas como fazer para livrar-se da tatuagem, indaga a maioria dos que se arrependem de ter os sinais na pele.

Até há alguns anos a saída era apenas a retirada cirúrgica e a dermoabrasão (raspagem), métodos até hoje utilizados, mas que deixam uma cicatriz parecida com uma queimadura. Atualmente, já é possível apagar tatuagens sem deixar as marcas do passado, utilizando-se o laser.

? É possível remover a tatuagem completamente. Porém, em alguns tipos pode ser que fique um sombreado que com o tempo vai desaparecendo”, avalia o dermatologista Gilvan Alves, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional DF.

O tratamento é feito em várias sessões ? com duração de 15 minutos cada ?, cujo número vai depender do tamanho da tatuagem, da profundidade do pigmento na pele e, também, das cores usadas nos desenhos.

? Na maioria das vezes, a média é de seis a 20 sessões, com intervalos de dois meses, no mínimo ? informa o dermatologista Erasmo Tokarski, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica Regional DF.

O tratamento das tatuagens com o laser era feito com aparelhos que vaporizavam os tecidos, como o laser de argônio e de dióxido de carbono, que apresentavam resultados fracos para a remoção dos pigmentos e alta incidência de efeitos colaterais e complicações, como cicatrizes. O princípio da fototermólise seletiva revolucionou o tratamento das tatuagens. Esta técnica utiliza lasers que atingem um alvo específico, no caso das tatuagens, um tipo de cor. Esse alvo atrai o raio, absorvendo a sua energia, o que causa a sua destruição sem dano aos tecidos adjacentes.

Cores

A maior dificuldade na remoção da tatuagem são as cores. O amarelo e o vermelho são os pigmentos mais difíceis de serem removidos.

? Essas cores exigem uma associação de lasers para despigmentar. Normalmente, são usados dois tipos de lasers diferentes para alcançar o resultado ? disse Gilvan.

De acordo com Tokarski, o vermelho e o amarelo exigem uma intensidade maior de luz para desaparecer.

O cirurgião explica que para essas cores são aplicadas ondas de luz mais curtas e intensas do que para as tintas preta e azul.

? Eu diria para não fazer uma tatuagem. Mas se quiser fazer, faça com cores escuras, de preferência preta e azul, que são bem mais fáceis de serem removidas ? sugere Erasmo.

Outra dificuldade na remoção do desenho é a profundidade com que foi cravada na pele. Segundo Tokarski, quando a tatuagem é benfeita, fica na mesma profundidade e isso facilita uma ação melhor do laser no pigmento.

? O problema é quando o tatuador ultrapassa a membrana basal, que divide a epiderme da derme. Nesse caso, a pessoa vai precisar de mais sessões para chegar até o pigmento ? explica Tokarski.

A localização também é outro fator que dificulta a remoção do desenho. Os dermatologistas listam o peito, as costas, a nuca e os dorsos das mãos e dos pés como os locais mais difíceis de se obter um bom resultado. O motivo é que esses lugares apresentam grande probabilidade de desenvolver queloide (cicatriz saliente, dura, de cor rosa), apesar de sumir a tatuagem, segundo Gilvan Alves.

Dói no corpo e no bolso

Dependendo do tamanho da tatuagem, uma sessão pode custar de R$ 550 a R$ 1,2 mil.

Três perguntas para Erasmo Tokarski, cirurgião dermatologista

A aplicação do laser é segura?
Estes lasers, que são específicos para agir no pigmento, têm sido largamente aplicados aqui no Brasil e no exterior por milhares de pacientes e não se conhecem efeitos danosos à saúde. Em geral o risco de cicatriz é mínimo, pois a luz do laser danifica apenas a tinta da tatuagem e não a estrutura da pele. Dentro da sala de procedimento com laser, a permanência só é permitida com o uso de óculos especiais.

O que acontece após o tratamento?
Imediatamente após a exposição ao laser, a região tratada se torna ligeiramente branca, o que usualmente regride em 20 minutos. Nos dias seguintes uma casquinha irá se formar na região, que em alguns casos terá a mesma cor da antiga tatuagem; isso ocorre porque a tinta superficial estará saindo naquela crosta. A pele habitualmente volta ao normal de 10 a 15 dias faltando apenas a repigmentação natural através da melanina (pigmento marrom-escuro encontrado na pele, pelos e íris).

Quais são os efeitos colaterais?
A nossa pele tem um pigmento natural que é exatamente a melanina, que também absorve a energia do laser. Nas pessoas com a pele escura, a área tratada pode ficar um pouco mais clara por um período de alguns meses. A melanina normalmente volta a repovoar essa área restaurando a cor natural, mas a tinta da tatuagem, uma vez retirada, não volta mais.

Leia mais
Comente

Hot no Donna