Técnica Core e Funcional deixa de ser exclusiva dos atletas profissionais

Vertente do treinamento esportivo de alto rendimento agora é indicada para todas as idades

O nadador César Cielo usa os conceitos do Cuore e Funcional nos treinos
O nadador César Cielo usa os conceitos do Cuore e Funcional nos treinos Foto: Ver Descrição

O Core e Funcional é uma técnica concebida no começo dos anos 1990 como uma nova vertente do treinamento esportivo de alto rendimento, voltada para atletas profissionais. 

? No início, era um apanhado de técnicas oriundas da reabilitação, do atletismo, do levantamento de peso, da ginástica olímpica e de estratégias de condicionamento encontradas nas mais diversas atividades esportivas ? explica o personal trainer Daniel Dionísio.

O nadador César Cielo, por exemplo, usa os conceitos do Core e Funcional nos seus treinos. Agora, o conjunto das técnicas foi adaptado às necessidades de amadores.
Core é o nome dado ao conjunto dos músculos do tronco que formam a base para os movimentos. Pode-se dizer que são os músculos do peitoral ligados ao tronco, das costas até glúteos e flexores de quadril. 

? Treinadores americanos descobriram que um tronco mais forte gera movimentos dos membros de melhor qualidade ? esclarece o especialista em treinamento funcional e professor de educação física Diego Couto.

Já o Funcional trata exatamente dos movimentos. Segundo Diego, não se treina mais para que o aluno tenha o músculo maior, e sim para que ele faça o melhor movimento possível para levantar mais carga, com melhor qualidade e amplitude, sem se machucar.

Durante a aula, são usados elásticos, polias, bola, fitas, barreiras para saltos, bolas de peso, kettlebell (esfera de metal com alça) e o bosu (metade de uma bola, para treinar o equilíbrio). A prática começa com alongamento, seguido de movimentos de flexibilidade, treinamento de agilidade e, por último, treino de força. 

? Trabalhamos flexibilidade, força e a parte cardiorrespiratória de forma bem integrada ? conta Diego.

O personal Daniel enumera os benefícios trazidos pela prática regular do Core e Funcional:

? Equilíbrio, coordenação, agilidade, aumento da capacidade cardiopulmonar e consciência corporal. A consequência de tudo isso é uma aula de alto gasto calórico ? diz.

Não existem contraindicações para a prática do Core e Funcional, uma vez que o treino é criado levando em consideração as necessidades do aluno. Daniel explica que a modalidade é indicada para todas as idades, principalmente para quem procura um corpo atlético e equilibrado, novos estímulos na academia, idosos que pretendem ter mais qualidade de vida e atletas amadores e profissionais que buscam a melhora de rendimento. 

? É ótimo para iniciantes que estão se sentindo ‘enferrujados’, pois eles irão encontrar no treinamento funcional a forma física dos anos passados ? completa.

Leia mais
Comente

Hot no Donna