Testes são as melhor forma de aprendizado, aponta pesquisa

Memória passa a ser mais ágil, o que estabelece novo conceito na aprendizagem

A personal Stylist fala tudo sobre moda praia masculina
A personal Stylist fala tudo sobre moda praia masculina Foto: Divulgação / Líquido Beach & Fitness

Resolver questões é uma forma mais eficaz de aprendizado do que o estudo conceitual em livros e rascunhos. Esse é o parecer de uma nova pesquisa, publicada no portal do jornal Science na última semana. Os alunos testados na prática tiveram resultados melhores do que os que estudaram o conteúdo sem aplicá-lo. De acordo com o jornal The New York Times, o estudantes que leram um texto e fizeram um teste em seguida, para recordar o conteúdo, aprenderam 50% mais do que alunos que usaram outros métodos.

Segundo o psicólogo Fernando Elias José, especialista na preparação de candidatos para provas, vestibulares e concursos, o que surpreende no resultado deste estudo é o fato de que a memória passa a ser acessada com maior rapidez, o que estabelece um novo conceito na aprendizagem.

? Este método pode fazer parecer mais ‘simples’ o processo de estudo e memorização, já que o estudante deverá realizar testes, exercícios e a matéria será fixada. Mas cabe salientar que nada é mágico na memória e que muitos estudos vem sendo realizados há décadas e sem dúvida novas descobertas surgirão no intuito de auxiliar os estudantes ? ressalta.

Foram avaliados 200 estudantes universitários, divididos em dois grupos, ambos com a missão de ler sobre um assunto científico. Uma semana depois, os que fizeram testes após a leitura saíram-se melhor do que os que apenas leram o texto ou que desenharam diagramas para memorizar o conteúdo. A conclusão foi que, ao fazer esforço para lembrar do que foi lido e reproduzir em respostas descritivas, os estudantes acessam uma parte do cérebro que fixa essa recordação na memória.

Leia mais
Comente

Hot no Donna