Tonho Crocco é processado por rap de protesto

"Gangue da Matriz" cita deputados que votaram a favor de aumento salarial em 2010

O músico Tonho Crocco
O músico Tonho Crocco Foto: Christian Jung

O músico Tonho Crocco está sendo processado, por intermédio de uma ação no Ministério Público, por causa da música Gangue da Matriz. Gravada em dezembro de 2010, a canção é um protesto contra o aumento de 73% nos salários que os deputados estaduais gaúchos se concederam na época.

Sobre uma base eletrônica, Crocco faz um rap onde cita o nome dos 36 parlamentares que votaram a favor do projeto de lei que reajustou de R$ 11.564,76 para R$ 20.042,34 os vencimentos do parlamentares.

Ouça:

A representação é assinada pelo deputado federal Giovani Cherini (PDT), presidente da Assembleia Legislativa na época em que o reajuste foi aprovado. 

Em seu site, Crocco publicou um manifesto em favor da liberdade de expressão.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna