Tratamento para HIV envelhece o cérebro

Pacientes podem ter problemas de memória e funções cognitivas

A infecção pelo vírus HIV e os tratamentos para controlá-la envelhecem prematuramente o cérebro, segundo estudos da Escola de Medicina da Universidade de Washington e da Universidade da Califórnia publicados no Journal of Infectious Diseases. Pesquisadores descobriram que o fluxo sanguíneo no cérebro de pacientes com HIV se reduz a níveis que, normalmente, são vistos em pacientes não infectados, entre 15 e 20 anos mais velhos.

– O envelhecimento dos pacientes faz com que os efeitos da infecção no cérebro sejam motivo de preocupação. Muitos deles expressam sua preocupação com os problemas de memória e outras funções cognitivas – conta Beau Ances, autor principal do artigo e professor de Neurologia na Universidade Washington, de St. Louis (Missouri).

Estudos anteriores sobre os efeitos a longo prazo do HIV descobriram que o vírus pode afetar coração, fígado, sistema endócrino, ossos e rins. O vírus pode levar à demência em alguns pacientes, mas determinar cientificamente os efeitos e o envelhecimento do cérebro foi complicado, segundo Ances.

Leia mais
Comente

Hot no Donna