Tratamento promete recuperar os fios dos cabelos maltratados por excesso de escovas, tinturas e sol

Repórter testou o serviço que promete um cabelo quase novo em poucos dias

Não é preciso lavar diariamente o cabelo, alerta o especialista
Não é preciso lavar diariamente o cabelo, alerta o especialista Foto: Divulgação

Alisa. Enrola. Corta. Deixa crescer. Depois de inúmeras loucuras atrás do cabelo perfeito, só me resta tentar recuperá-los. Embarquei numa restauração de fios feita com produtos americanos da marca N.P.P.E., no Crystal Hair, salão de bacanas no Leblon, no Rio. A promessa do tratamento é recuperar os fios, selar suas cutículas e fechar as pontas duplas (inimiga quase mortal das mulheres) em cabelos com excesso de escovas, tingidos ou maltratados pelo sol.

Fui recebida pela simpática Marina Marques, uma espécie de alquimista de cabelos acostumada a misturar cremes e recuperar madeixas. Para começar, ela estudou a qualidade dos meus fios e me encaminhou ao local onde se lava os cabelos. Todo o procedimento seria realizado ali. O primeiro passo foi aplicar o produto, cheirosíssimo, e massagear os fios por algum tempo. Depois era hora de deixar o cabelo descansar com o creme por uns dez minutos. Em seguida, ela lavou e aplicou um novo creme da mesma linha, N.P.P.E. Deixou o cabelo descansar, tirou o creme e aplicou um outro produto. E assim foi durante os 25 minutos seguintes. A ideia, segundo Marina, é repor a água do fio do cabelo:

– Esse tratamento recupera a maciez no cabelos, deixando-os macios. Ele cria uma película em volta do fio, selando a cutícula e repondo a água. O resultado é um cabelo brilhoso e macio – conta Marina, que trabalha há 25 anos em salões de beleza.

Depois de tanta massagem com produto de boa qualidade como o N.P.P.E, os meus cabelos ficaram bem macios e soltos. Mas apenas uma aplicação, que custa cerca de R$ 300, é bem verdade que não resolve muita coisa. É só o primeiro passo – um ótimo passo, diga-se de passagem – de uma longa jornada de cremes e massagens para recuperar os fios. A dica de Marina é continuar o tratamento em casa, se não for possível retornar ao salão, com bons cremes.

– É necessário que a pessoa faça a manutenção em casa com os produtos corretos, aplicando bons cremes. Uma dica é aquecer os cabelos depois da aplicação do creme, com papel laminado. Acho melhor do que uma touca térmica – conta Marina

Marina, 45 anos, já manuseou todos os tipo de cabelos e garante que recupera qualquer fio. Mas a cliente tem que ajudar e seguir as suas dicas.

Leia mais
Comente

Hot no Donna