Usar as férias para se qualificar pode ser um bom negócio para a carreira

Instituições oferecem cursos profissionalizantes de inverno

Minéia aproveitou o tempo que falta durante o semestre letivo para aprender a usar um programa de design gráfico
Minéia aproveitou o tempo que falta durante o semestre letivo para aprender a usar um programa de design gráfico Foto: Tadeu Vilani

Enquanto alguns usufruem das férias de julho para recuperar as energias ou viajar, outros investem o tempo livre no aperfeiçoamento profissional. Abrir mão do descanso para buscar uma qualificação extra pode incrementar o currículo e fazer diferença na carreira.

Durante este período, diversas entidades oferecem cursos de inverno, que costumam ser mais curtos e ter conteúdos dirigidos. De acordo com José Paulo da Rosa, diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), em uma ou duas semanas é possível aprender ou aperfeiçoar-se em Photoshop ou web designer, especialidades que podem abrir portas no mercado de trabalho.

– Também aconselho as aulas menos convencionais, como as de gastronomia, manicure ou massagista. Assim, pode-se descobrir um novo talento e até pensar em abrir seu próprio negócio um dia. Fica a sugestão: serão 20 horas que podem mudar a vida da pessoa – aconselha Rosa.

O direcionamento do estudo vai depender de cada um. Pode tanto ser uma forma de crescer na área em que já atua, quanto a oportunidade de dar um novo direcionamento à carreira, caso se opte por experiências em outros segmentos. As duas alternativas são positivas, na avaliação de Ana Maria Pereira, vice-diretora da Faculdade de Psicologia e coordenadora do serviço de orientação profissional da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), desde que essa experiência não se torne um fator de estresse para o aluno.

– Ele não deve se exigir mais do que possa suportar. O ideal é que esteja seguro das suas decisões, pois investe tempo e dinheiro nas aulas – aconselha Ana Maria, salientando a importância de uma autoanálise antes da decisão.

Cabeça descansada

Vale lembrar também que em agosto muitas empresas abrem processos seletivos para estagiários e um diferencial pode ser o passaporte para a vaga desejada. Para tanto, Cláudio Inácio Bins, gestor de relações institucionais do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), indica as capacitações que possam agregar valor, como as voltadas para empreendedorismo, liderança, criatividade, gestão do tempo, trabalho em equipe, planejamento de carreira, dicção e oratória, idiomas e atendimento ao cliente.

Pensando em complementar os conhecimentos da Faculdade de Publicidade e Propaganda, Minéia Zambiasi, 19 anos, inscreveu-se no curso de Corel Draw (programa de design gráfico) do Senac. Por falta de tempo durante o semestre letivo, a estudante decidiu que o melhor momento seriam as férias de julho:

– Estou aproveitando muito mais este curso, já que a minha cabeça está mais descansada e consigo absorver melhor as informações.

Onde fazer

Se o leitor decidiu aproveitar o restinho das férias de julho para incrementar o currículo, confira as opções no quadro abaixo. Para ajudá-lo, seguem também algumas sugestões extraídas da grade de programação oferecida pelas instituições.

:: Clique aqui para ver

Leia mais
Comente

Hot no Donna