Vai malhar logo cedo? Preste atenção ao café da manhã

Alimentar-se antes dos exercícios evita a hipoglicemia, que pode ocasionar desmaios

 Para exercícios predominantemente aeróbicos, o certo é investir em uma refeição leve e quantidade menor de carboidratos, como frutas
Para exercícios predominantemente aeróbicos, o certo é investir em uma refeição leve e quantidade menor de carboidratos, como frutas Foto: Ricardo Duarte

Acordar cedo e correr para a academia, antes do horário do expediente: praticar exercício físico logo nas primeiras horas do dia pode ser uma alternativa para não deixar os cuidados com o corpo em segundo plano.

Entretanto, quem pretende entrar para o time dos atletas matutinos não pode ignorar um aliado indispensável para o sucesso: o café da manhã.

O desjejum pode fazer a diferença nos resultados finais, uma vez que ajuda a preservar a massa muscular.

– Se a pessoa fizer exercício físico em jejum, pode até queimar gordura, mas vai perder muito mais músculos – frisa a nutricionista esportiva Tatiana Vasconcelos.

Sem a energia vinda dos alimentos, o corpo é obrigado a “roubar” proteínas da massa magra para se manter ativo. Quanto menos massa magra, menos músculos e, consequentemente, mais gordura. Resultado: o treino perde a razão de ser.

A curto prazo, o hábito de se alimentar pela manhã traz benefícios adicionais: quem se exercita com a taxa de glicogênio (presente nos carboidratos) equilibrada sente-se mais disposto e pode até turbinar o treino.

Isso, porém, não autoriza ninguém a se acabar de comer – um lanche leve, com frutas, suco, biscoitos ou pães é mais que o suficiente.

Cardápio ideal

Conforme o nutricionista esportivo Fernando Luiz Mano de Castro, a escolha do que será consumido no café da manhã depende da atividade a ser praticada e de sua duração.

– O nutricionista deve saber o peso e a composição corporal (quantidade de gordura) do atleta, o objetivo do treinamento e se o praticante tem problema de saúde que mereça atenção nutricional – esclarece.

Em relação aos exercícios, ele explica que aqueles em que predominam o esforço anaeróbio (maior explosão muscular), como lutas, spinning, musculação e ginástica localizada, gastam uma quantidade maior de carboidratos. Quem pratica precisa muito deles no café da manhã para não correr riscos durante o treino.

Para exercícios predominantemente aeróbicos, o certo é investir em uma refeição leve e quantidade menor de carboidratos, como frutas.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna