Virada é época de cuidados especiais com os animais de estimação

Mascotes podem sofrer com viagens longas de carro e visita a lugares muito diferentes

Apesar de mais modernos, os modelos grandes não são os mais próprios para o bronzeado
Apesar de mais modernos, os modelos grandes não são os mais próprios para o bronzeado Foto: Maurício Lima, AFP

Compartilhar

Festas de final de ano chegando, hora de decidir as comemorações e planejar as viagens. Nessas ocasiões, os mascotes, principalmente cães e gatos, tornam-se uma preocupação a parte. Quais cuidados tomar com os bichos de estimação nessa época festiva e como tornar a viagem agradável também para eles?

O médico veterinário Valério Gonzales Ouriques, parceiro do Projeto Bicho de Rua, dá dicas de cuidados que devem ser tomados para evitar contratempos:

> Problemas relacionados à alimentação dos animais estão entre os mais enfrentados pelos donos nesta época do ano. Não se deve alimentar cães e gatos com a nossa comida, mas, nestas datas festivas, isso é bastante comum. Evite oferecer alimentos muito temperados, gordurosos ou doces.

> Caso seu mascote tenha ingerido esses alimentos e esteja com falta de apetite, diarreia, vômito ou desidratação, procure um veterinário, que tratará essa infecção intestinal.

> No Ano-Novo, o que pode estressar o seu mascote são os tradicionais foguetórios. A solução é manter o animal, desde o começo do dia, em um lugar mais reservado, sem móveis e com a janela fechada para evitar machucados. Coloque um som relativamente alto no ambiente, para amenizar o barulho dos fogos.

> Caso o animal já tenha um histórico de histeria, procure um veterinário que possa avaliar a espécie, raça e idade dele para medicá-lo na noite das comemorações. Jamais medique seu mascote por conta própria.

> Em viagens, leve sempre o seu mascote dentro da caixa de transporte e não o alimente logo antes de partir. Para os cães é indicada uma parada a cada três horas de viagem, para felinos não é necessário.

> Ao chegar no destino, não libere seu gato em pátios. Ele precisa de dois dias para reconhecer o local e poder ficar solto. Os cães devem passear com a guia. Mantenha a mesma ração e compre-a antecipadamente para que não haja alterações da marca.

Leia mais
Comente

Hot no Donna