Vitoriosas provam que o câncer pode ser derrotado

Manifestantes caminharam em Porto Alegre para celebrar vitória sobre a doença

Centenas de mulheres celebraram, ontem, a superação do câncer de mama em caminhada
Centenas de mulheres celebraram, ontem, a superação do câncer de mama em caminhada Foto: Ronaldo Bernardi

Centenas de mulheres caminharam entre o Parcão e a Redenção, em Porto Alegre, no último domingo, dia 12, para celebrar a superação do câncer de mama.

A sexta edição da Caminhada das Vitoriosas vestiu de rosa as participantes e animou gente como a aposentada Janete Barbosa, uma das mais empolgadas na multidão.

Janete enfrentou o problema há cerca de três anos. Sua receita:

– Tem de fazer como eu: ser diagnosticada e se tratar. Não podemos ter medo de cirurgia, achar que vamos morrer por ela. É preciso enfrentar o problema e não deixar a doença nos derrubar.

Animadas por um carro de som, com balões de várias cores e carregando faixas que diziam “Eu venci o câncer”, elas tinham como objetivo transmitir uma mensagem vital: a conscientização sobre o câncer de mama pode salvar vidas. Segundo Maira Caleffi, presidente do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama), organizador do evento, os avanços da ciência garantem 95% de chance de cura, mas para entrar nessa estatística é preciso tomar cuidados básicos.

– Hoje, cerca de 30% das mortes provocadas por essa doença poderiam ser evitadas. Por isso, é muito importante a conscientização de todos – afirma Maira.

O evento faz parte da Semana da Luta, que vai até dia 18, quando se celebra o Dia Estadual de Luta Contra o Câncer de Mama.

Lembre-se

:: Mulheres com mais de 40 anos devem ir anualmente ao médico para realizar a mamografia. Detectada cedo, o tratamento pode evitar que a doença se agrave

Leia mais
Comente

Hot no Donna