Xixi no banho: recomendação de Gisele Bündchen esquenta discussão sobre novos hábitos

Aproveitar o tempo do banho para fazer xixi é justificativa de economia de água

Campanha em site especial incentiva que as pessoas façam xixi no boxe do banheiro durante o banho
Campanha em site especial incentiva que as pessoas façam xixi no boxe do banheiro durante o banho Foto: Reprodução

Depois que a ubermodel Gisele Bündchen recomendou, em seu site oficial, que as pessoas façam xixi no banho para economizar água, repercussões sobre a declaração da top e sobre adotar ou não a medida ecológica pipocaram pelo mundo.

Na internet, o assunto ultrapassou os tópicos e virou comunidade nos sites de relacionamento. Nos blogs e redes sociais, a campanha recebeu milhares de comentários. Polêmicas à parte, a declaração da bela retomou a discussão sobre a água que mandamos embora assim que acionamos a válvula da descarga.

No ano passado, a SOS Mata Atlântica iniciou uma campanha sobre o assunto. A ONG estimou que cada um faz xixi cinco vezes por dia, em média, e considerou as descargas que consomem 12 litros. O engenheiro de produto Fabiano da Veiga lembra que as descargas fabricadas depois de 2002 têm que atender a legislação brasileira que determina um gasto de 6,8 litros de água.

Com os dados na mão, SOS Mata Atlântica lançou um site estimulando as pessoas a fazerem xixi no banho para reduzir o número de descargas dadas. Com uma linguagem leve e bem humorada, a proposta do www.xixinobanho.org.br teve tanta adesão que surpreendeu até a coordenadora da rede das águas do SOS Mata Atlântica, Malu Ribeiro.

– Se uma pessoa diminuir uma descarga por dia, estará contribuindo para que outras pessoas tenham acesso à água tratada. Por enquanto, apuramos que 73% das pessoas fazem xixi no banho, mas o número deve aumentar porque todos estão mais conscientes.

Malu aponta que a água desperdiçada no banheiro é a vilã no consumo. De acordo com os levantamentos da SOS Mata Atlântica, uma pessoa consome, em média, 360 litros de água por dia. Deste valor, 80% é usado na pia, chuveiro e vaso sanitário.

– Essa água que vai embora é tratada e cara – afirma.

Crescimento populacional é alerta para novos hábitos

Aqueles que pensam que fazer xixi no banho é nojento, devem ficar atentos ao alerta do vice-presidente da ONG Floripamanhã, Otávio Ferreira Filho.

Ele afirma, com base em uma pesquisa feita em conjunto com a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes) e finalizada em dezembro do ano passado, que a população de Florianópolis deve ultrapassar 1,5 milhão de pessoas até 2028, mas que os recursos hídricos disponíveis hoje, Lagoa do Peri, Cubatão e Aquífero dos Ingleses, serão insuficientes para atender ao consumo maior que será gerado.

– Antes de descobrirmos novas fontes de água, precisamos mudar os hábitos – alerta o vice-presidente da ONG Floripamanhã.

Dicas da bela
Outras recomendações da top sobre como economizar água:

– Reduza o tempo do seu banho
– Não deixe as torneiras pingando
– Selecione os modos de menor consumo de água quando for usar eletrodomésticos
– Regue as plantas à noite
– Faça a limpeza da caixa de água a cada seis meses
– Use torneiras econômicas
– Quando estiver em hotel, economize no uso das toalhas e lençóis
– Não use jatos de água para lavar carros e calçadas. Use os baldes
Confira a íntegra das dicas no site www.giselebundchen.com.br

A matemática da economia
– Uma pessoa, adulta e saudável, faz xixi cinco vezes por dia, em média. Se fizesse no banho, pelo menos, uma vez por dia, economizaria uma descarga e reduziria o consumo de 12 litros de água por dia. Em um ano, a economia chega a mais de 4 mil litros de água
– Seguindo o mesmo cálculo, se uma família de cinco pessoas adotar o hábito, a economia de água tratada será de 60 litros por dia. Durante um ano, quase 22 mil litros deixarão de ir embora pelo vaso sanitário
– Se a família de cinco pessoas fizer xixi no banho durante um mês, será possível garantir o consumo diário de 79 pessoas somente com a economia de água
– Reduzir uma descarga por dia pode até parecer pouco, mas, se todos aderirem, em pouco tempo, a economia de água será visível.
– Gastar menos água significa degradar menos o planeta, preservar os recursos naturais e dar a possibilidade para que a água que seria desperdiçada seja aplicada na agricultura, pecuária e consumo humano

Confira as opiniões dos internautas:

“A água quentinha deve mexer com a nossa bexiga, sai naturalmente. É bem melhor, pois vem a higiene logo em seguida, não tem que usar aquele papel indesejável e ainda economizo água.”
Soraia Guedes, Laguna

“Seria uma atitude ecológica, inteligente e de grande impacto ecológico se tomássemos, pelo menos, uns 30 banhos ao dia. Penso que deixar de puxar a descarga não vá causar um impacto tão grande no planeta. E o odor no banheiro não é nada agradável.”
Dilma Pereira Duarte, Florianópolis

“Agora que a Gisele descobriu isso? Agora, quem nunca fez isso? E o que tem de mal em fazer xixi na hora que se está tomando banho?”
Neldon Bergmann, Luis Alves

“Não existe mal algum. Além da natureza agradecer, o bolso fica mais cheio.”
Henrique Podstolak Jr, Florianópolis

“Nada contra quem faz xixi no banho, mas o problema é que se você faz todos os dias, e mais de uma pessoa na casa também faz, fica um cheiro insuportável. Gasta-se muito mais desinfetante e água para tirar o odor.”
Roma Silva e Silva, São José

“Apoio plenamente essa campanha! Duvido quem nunca fez xixi no chuveiro. Como estamos tomando banho, se fizermos xixi, nos lavamos. Bem mais higiênico. Eu faço xixi durante o banho. Não é uma questão de exemplo, é uma questão pessoal e de consciência de cada um.”
Kelly de Marco, Chapecó

:: E você? Deixe sua opinião nos comentários!

Leia mais
Comente

Hot no Donna