Xtend Barre é opção para quem busca alongamento aliado a flexibilidade

Eexercício físico intenso mistura técnicas de balé e pilates

Barra junto ao espelho, típica das aulas de dança, serve de suporte para exercícios baseados nos princípios do pilates
Barra junto ao espelho, típica das aulas de dança, serve de suporte para exercícios baseados nos princípios do pilates Foto: Divulgação

À primeira vista, é uma aula de balé. Na sala espelhada, há uma barra típica das aulas de dança, e os movimentos executados pelas alunas se assemelham a um treino comum. Só que, misturados a esses exercícios, estão os princípios do pilates equilíbrio, flexibilidade, força e trabalho do centro do corpo para fortalecer a coluna.

? Não é pilates, nem balé, mas uma terceira modalidade, completamente diferente. O Xtend Barre une o que há de melhor na dança aos princípios de pilates. Os movimentos do balé são realizados de forma mais anatômica ? explica a professora Audrea Lara, responsável por introduzir a modalidade no Brasil (para saber mais sobre os locais onde a modalidade pode ser praticada, confira o site oficial no Brasil: www.xtendbarre.com.br).

Inventado por uma bailarina americana, o xtend é democrático. Qualquer pessoa pode obter benefícios de sua prática, inclusive os homens. Não é preciso saber dançar, e os exercícios se adaptam a pessoas com lesões.

? Além de uma boa atividade física, supre o sonho de quase toda mulher de ser uma bailarina. A maioria delas não se submeteria a uma aula convencional da dança ? conta Audrea.

? É um exercício que trabalha o corpo de forma completa, emagrece e fortalece sem aumentar a massa muscular. O corpo fica longilíneo, pois trabalhamos alongamento e força ao mesmo tempo ? explica a professora Joana Azevedo, que atua no Distrito Federal.

O treino, de 55 minutos, conta com acompanhamento musical agitado, o que estimula os movimentos. Por aula, o gasto médio é de cerca de 450 calorias. Não há uma parte do corpo mais trabalhada do que as outras durante a atividade ? as posições garantem que, durante um exercício de braço, por exemplo, as pernas também sejam usadas. Para aumentar a carga e a dificuldade, usam-se pesinhos de meio quilo, faixas, elásticos e bolas. Tudo muito leve, para evitar impacto nas articulações.

? No fim de cada aula, ainda fazemos uma sessão de abdominais ? completa a professora.

E não é necessário nem investir em uma sapatilha: as alunas do xtend barre, como no pilates, usam meias antiderrapantes.

Leia mais
Comente

Hot no Donna