Parece liga, mas eu juro que hoje, enquanto tomava banho, pensava em qual seria a minha bolsa de praia do verão 2013. Não me perguntem porque eu pensava na bolsa de praia embaixo do chuveiro, não tenho a mais remota ideia. Podia pensar em mil e outras coisas, uma vez que neste verão…. Tchan, tchan, tchan, tchan!

EU NÃO TENHO FÉRIAS!

Eu não tenho férias neste verão. Eu vou passar o verão em Porto Alegre, o pior lugar do mundo para passar o verão. E em pleno início de outubro eu estou preocupada em definir qual será a minha bolsa de praia para o verão que eu não tenho.

LOSER

Mas eu não quero falar sobre o verão que eu não tenho e sim sobre a bolsa de praia. Nunca tive essas tipo cestinho. Acho prática e tal, mas não consigo fechar os olhos e tomar banho de sol sabendo que um trombadinha pode passar correndo e levar minha bolsa. Sim, já fui vítima de arrastão no Rio de Janeiro.

(Eu ia colocar uma imagem aqui, mas a Sandra e a Aline, queridas leitoras do Por Aí,  me mandaram uma crítica construtiva: que eu coloque menos figuras. E como este aqui é um espaço democrático, vou atender neste post, viram gurias?)

Seguindo: gosto desse tipo de cestinha de palha para a praia, olha.

ATIRA TUDO AQUI DENTRO E PRONTO

O problema, como eu dizia, é o roubo. Por isso, prefiro bolsas de pano com alça comprida. Por quê? Porque eu penduro a bolsa pelas alças nas hastes do  guarda-sol e esqueço da vida.

Penduro ali, ó: naquelas hastezinhas que sustentam o guarda-sol aberto

Eu disse lá no começo do blog que essa história de bolsa de praia parece liga. Explico: tão logo abri o computador neste domingo (sim, eu estou de plantão e não quero falar sobre isso), dei de cara com a nova bolsa de praia criada por Karl Lagerfeld para a Chanel e apresentada no desfile desta semana em Paris.

Muito prazer, sou a Bolsa Bambolê

Aqui estou de outro ângulo

Close em mim, por favor!

Que linda, né? Linda, linda.

Na passarela, no ombro dessa fantástica modelo, então, fica uma maravilha.
Mais surreal do que a bolsa, só a proposta do criador da bolsa para sua real utilidade.

O CRIADOR E A CRIATURA

Explica Lagerfeld:

– Você precisa de espaço para a toalha, não é mesmo? Então, é só apoiá-la na areia e pendurar suas coisas.

Eu não ouvi isso!
Eu não ouvi isso!
Eu sou normal!
Eu não tô ficando louca!
Eu não tô ficando louca!
Eu não ouvi isso!
Eu não ouvi isso!