A tradicional Banca 40 abre versão pocket no Moinhos de Vento! Oba!!

Fim de semana passado, tive minha programação alterada por requisição familiar. O passeio com Bento e Mana, que sempre acontece pela manhã, teve que ser adiado para o início da tarde. Pouparei vocês da cara de desalento dos dois quando me viram parada na porta de casa, quase sem conseguir sair de tanta dó, explicando que o passeio não se daria naquele momento. Desci as escadas do prédio com meu coração despedaçado.

coracaoapertadoAPERTADO ASSIM

Feito meu devido comparecimento junto à família, voltei para casa por volta de uma hora da tarde quase derrapando nas esquinas. Os dois estavam eufóricos me esperando. Havia prometido que Bento apresentaria a Mana suas duas ruas de passeio preferidas: Dinarte Ribeiro e Padre Chagas (o cara adora desfilar na badalação….). Então, pegamos o carro e partimos naquela direção. Mal abri a porta, ali na Praça Maurício Cardoso, foi um Deus nos acuda – um saltando por cima do outro.

Resolvi aproveitar para matar a curiosidade de conhecer um lugarzinho novo que abriu na Padre Chagas, ali na frente do Mulligan e quase na esquina da rua Fernando Gomes: a Banca 40. Sabe a famosa Banca 40 do Mercado Público? Pois recentemente foi inaugurada uma filial pocket no coração do Moinhos de Vento.

Olha!

banca 1COM DIREITO A MESINHAS NO DECK E TUDO
Fiz essa foto enquanto Bento puxava para um lado e Mana para outro, uma beleza….

Amarrei os dois em uma das cadeiras do deck e entrei para conhecer o lugar. Eu achei que seria um espaço mais de produtos mesmo, mas é menos produtos e mais serviço. Quero dizer que mais da metade da Banca 40 foi usada para servir refeições e guloseimas em um amplo salão nos fundos da casa.

Olha!

banca 4UM COMPRIIIIIDO CORREDOR!
Lá nos fundos está o salão!

E agora eu me pergunto: por que é mesmo que não fiz fotos do salão? Hein? Porque sou uma incompetente mesmo.

bento1PELO MENOS ELA RECONHECE

Na frente, logo na entrada, está situada uma cafeteria com mesinhas internas e uma vitrine de doces e salgados, além de uma pequena banquinha com frutas e outras naturebices – mais para dizer que tem mesmo. A variedade não é grande.

Olha!

banca 6A CAFETERIA E O PAINEL COM A IMAGEM DO MERCADO PÚBLICO ALI À ESQUERDA…

banca 3A VITRINE COM ALGUMAS GULOSEIMAS DOCES E SALGADAS….

banca 2O RECANTO DAS NATUREBICES…
Y otras cositas nem tão naturebas assim, como os biscoitos Globo

Pensei em sentar na rua para tomar um café, mas estava frio. Por que não sentei dentro? Porque achei sacanagem sentar para tomar um café enquanto a dupla dinâmica me esperava no frio do lado de fora. Não só esperava como clamava pela minha volta. Bento está acostumado a me esperar deitadinho e quieto, mas a Alpaquinha…. A Alpaquinha fica absolutamente alerta a cada movimento que faço e não tira os olhos de mim. Sendo assim, quando botei o pé para fora da Banca 40, eis a imagem que encontro!

banca 7A DUPLA DINÂMICA EM POLVOROSA PELA MINHA VOLTA
Bento até tentou ficar deitado embaixo de uma das cadeiras, mas a Alpaquinha infernizou tanto a vida dele que resolveu se levantar e espiar onde eu estava. Ela, claro, com essa língua de fora feito um camelo, achando que ia rolar alguma guloseima. Está para nascer uma lhasa mais gulosa…

Feitas as devidas gritarias e saudações pelo meu retorno, ainda pedi licença aos dois para tirar duas fotos que faltavam – uma do carrinho de sorvete (sorvete que é marca registrada da Banca 40 do Mercado Público) e outra de um close das delícias.

Olha!

banca 8O CARRINHO TODO ESTILOSO….

banca 9O CLOSE EM ALGUNS SABORES!
Nham nham!!!

Não experimentei nenhum. Primeiro porque não tinha almoçado ainda e também porque não tinha mão para dois cachorros e um sorvete. Então, com a Banca 40 devidamente conhecida, mas ainda não experimentada, voltamos toda a Padre Chagas até o carro estacionado, subi ao volante e retornamos para casa. No meio do caminho, alguém parecia um bocado cansada de sua estreia na região preferida do Xerife.

Olha!

banca 11ALPAQUINHA EM MOMENTO QUASE NÃO CONSIGO ABRIR OS OLHOS
Agora peço um minuto de atenção: reparem na expressão incrédula do animal!

O animal está visivelmente chocado. O animal acha que final de semana é para ficar saracoteando na rua até escurecer. De preferência, indo e voltando da Padre Chagas, entrando na Dinarte Ribeiro, almoçando no Puppi Baggio, tomando café no Chocólatras Anônimos… O animal acha que a vida é isso – apenas isso.

bento1ESTOU ENGANADO?