As 10 dietas mais buscadas da internet em 2015: veja os prós e contras de cada uma

Por Susiani Silva

Dieta da Sopa, Dieta dos Sucos, Dieta da Lua, Dieta de South Beach: novas fórmula surgem com muita frequência sempre com a mesma promessa: perder peso rapidamente. Muitas destas dietas são buscadas  especialmente nesta época de final de ano, tradicionalmente marcada por excessos alimentares nas ceias de Natal e já com a perspectiva de calorias extras também no Réveillon.

Na avaliação das nutricionistas consultadas por Donna, esse “fenômeno” de buscar saídas mágicas reflete a ansiedade de todos que buscam resultados “para ontem” e preferencialmente com pouco ou nenhum sacrifício.

No entanto, para quem precisa de alguma solução emergencial, nem todas as opções são completamente infundadas. Aqui, avaliamos os prós e contras das 10 dietas mais buscadas por brasileiros no Google em 2015. As profissionais, porém, foram unânimes em afirmar que somente a reeducação alimentar contribui para a perda de peso de forma saudável e para a mudança de hábitos.

 

1 – DIETA RAVENNA

O que é? Desenvolvida em 1990 – pelo psicanalista e médico argentino Máximo Ravenna, tornou-se conhecida no Brasil no início de 2015, quando a presidente Dilma Rousseff, em sua segunda posse, apareceu bem mais magra. A base desta dieta envolve uma alimentação hipocalórica (de 800 a 1200 kcal/dia) em conjuntura com terapia nutricional, acompanhamento psicológico e clínico, além de estímulo à prática frequente de atividade física e com a participação em grupos terapêuticos. Promete emagrecer até 2 quilos por semana.

A presidente Dilma nas fotos oficiais das duas posses, em 2011 e 2015. Foto: Agência Brasil

A presidente Dilma nas fotos oficiais das duas posses, em 2011 e 2015. Foto: Agência Brasil

Pontos positivos: a dieta exclui carboidratos refinados como açúcar, farinha e arroz refinados (que não agregam valor nutricional à dieta) e orienta a prática de atividade física diária. A ideia da dieta é desassociar a comida como escape para as emoções.
Pontos negativos: não são inclusos no cardápio cereais e tubérculos e apenas uma pequena variedade de vegetais é permitida. O cardápio proposto ao paciente é fixo.
Opinião da nutricionista: “O ideal é consumir todos os grupos alimentares sem restrições, nas quantidades prescritas por um nutricionista. Alimentos só devem deixar de ser consumidos no caso de alguma intolerância ou alergia alimentar”, diz a nutricionista Cátia Ruthner.

2 – DIETA DETOX VOLUMÉTRICA

O que é? Promete emagrecer até 6kg em um mês. Consiste em três dias de uma alimentação hipocalórica, pobre em carboidratos e altamente rica em alimentos natriuréticos (alimentos que estimulam naturalmente os rins a funcionarem, diuréticos naturais). A meta desta dieta é ajudar o corpo a desintoxicar e diminuir o inchaço. Conforme o Conselho Federal de Nutricionistas, não há evidências científicas de que esta dieta tenha função desintoxicante, portanto orienta que ela seja utilizada com cautela e sob orientação de um profissional especializado.

Foto: Diego Vara

Foto: Diego Vara

Pontos negativos: é muito pobre em nutrientes, embora utilize alimentos naturais. Não leva em conta as necessidades individuais, o que pode muitas vezes promover cansaço excessivo e carência de nutrientes (principalmente quando seguida por mais tempo).
Pontos positivos: os sucos detox, muitas vezes utilizados, são super saudáveis. São um mix de frutas e verduras, e às vezes de legumes, que fornecem uma série de nutrientes sendo isso que o torna saudável.
Opinião da nutricionista: “Nosso corpo já tem órgãos com a ‘missão natural’  de purificá-lo, como o intestino, os rins e o fígado. Uma desintoxicação só é completa quando se tem uma boa alimentação a longo prazo associada à prática de atividade física. O outro problema desta dieta é que ela não supre a necessidade diária dos alimentos e nutrientes”, opina a nutricionista Bruna Binotto Brognoli.

3 – DIETA DOS 22 DIAS

O que é? Trata-se de uma dieta que proíbe produtos de origem animal e prioriza frutas, legumes, verduras, grãos e sementes. Foi desenvolvida pelo fisiologista Marco Borges e adotada por celebridades como Jay-Z, Pharrell Williams, Jennifer Lopez (foto abaixo) e Beyoncé, que inclusive assina o prefácio do livro do autor, A revolução de 22 dias. O período específico refere-se a uma máxima da psicologia que aponta que um hábito é criado ou transformado em 21 dias.
jennifer-lopez-marco-borges-22-day-revolution-846x480

Pontos negativos: do ponto de vista nutricional, como há muitas exclusões alimentares, pode promover carências nutricionais se não for seguida da maneira correta.
Pontos positivos:  ao eliminar bebidas alcoólicas e alimentos processados contribui para a redução de toxinas circulantes. O livro da Editora Alaúde traz o plano alimentar dia a dia e ainda um anexo de receitas para quem deseja seguir a dieta.
Opinião da nutricionista: “Por focar em carboidratos integrais, é uma dieta que tem a vantagem de promover saciedade. Pela grande restrição alimentar, e caso a pessoa consiga controlar quantidades, é uma dieta que fará sim perder peso, mas como ela deve ocorrer por um tempo específico o pós costuma ser uma preocupação. Pelo consumo insuficiente de proteína a tendência é que haja perda de massa magra”, opina a nutricionista Bruna Binotto Brognoli.

4 – NOVA DIETA DUKAN

O que é? O princípio da Nova Dieta Dukan é a escada nutricional na qual, a cada dia da semana, um grupo alimentar novo é introduzido. A base segue sendo proteínas com baixo teor de gordura. Nesta versão, os legumes são introduzidos na terça-feira, uma fruta na quarta, duas fatias de pão integral na quinta, queijo com mais gordura na sexta, no sábado uma porção de feculentos e no domingo a pessoa tem direito a uma refeição livre. A prática de atividade física deve ocorrer diariamente, variando o tempo de acordo com o dia (e o alimento permitido no dia). Promete a perda de 700 a 800 gramas por semana.
nutritionalstaircase
Pontos positivos: para reduzir o índice glicêmico, a dieta restringe carboidratos refinados e indica carboidratos ricos em fibras, o que é extremamente benéfico para nosso metabolismo por evitar sobrecarga de glicose, responsável pelo perfil inflamatório que leva a problemas como obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes.
Pontos negativos: uma dieta baseada em proteínas magras e vegetais não oferece os nutrientes que o metabolismo necessita, podendo causar deficiência de vitaminas e minerais quando feita por tempo prolongado. Pode induzir a perda de massa muscular por falta de nutrientes específicos e grande restrição calórica.
Opinião da nutricionista: “O fato de cada dia da semana ser introduzido um grupo alimentar novo evita com que a dieta torne-se monótona, o que, ao meu ver, acaba estimulando o paciente, e o fato de ter dicas para seguir depois de se atingir a meta de peso, evita o reganho dele. Desta forma, acredito ser uma dieta plausível de ser seguida a longo prazo, que com a introdução de frutas e verduras (em relação à versão anterior) tende a oferecer mais nutrientes e vitaminas ao corpo”, diz a nutricionista Bruna Brognoli.

5 – DIETA DA CABALA

O que é? Esta dieta tem como promessa limpar o corpo e a mente, ajudar na cura de vícios e compulsões. A dieta dura 22 dias e foi desenvolvida por Ian Mecler, dando origem ao livro Dieta da Cabala. A dieta preconiza redução de alimentos com glúten, sódio, açúcar, e estimula o consumo de sementes e bastante quantidade diária de água. As carnes devem ser consumidas em pequenas quantidades e a ênfase deve ser nos alimentos que a natureza oferece. Além de promover emagrecimento, o objetivo desta dieta é trazer a cura para todos os tipos de maus hábitos sejam eles físicos ou mentais.
cabalanova
Pontos positivos: promove mudanças alimentares saudáveis como o consumo de água, restrição de carboidratos refinados e açúcares, excesso de sódio e carnes. Orienta o consumo de sementes e oleaginosas.
Pontos negativos: não orienta mudança de hábitos alimentares ao limitar o período da dieta a 22 dias apenas, induzindo a pensar que passados os 22 dias poderá voltar a comer sem engordar.
Opinião da nutricionista: “Tendo em mente o princípio da dieta, de tratar o corpo e mente conjuntamente, acredito que ela é bastante válida. Atendo muitas pessoas para as quais o ganho de peso tem mais a ver com questões psicológicas que do que com questões químicas e físicas. Contudo, na minha opinião, a questão deve ser avaliada por profissionais de nutrição e de psicologia, pois dicas gerais de um livro não serão adequadas para diferentes pessoas”, avalia a nutricionista Cátia Ruthner.

6 – DIETA DA BARRIGA LISA

O que é? Conhecida nos Estados Unidos como Flat Belly Diet, é um programa para quem quer diminuir a circunferência abdominal e o inchaço na barriga. A dieta preconiza quatro dias de combate ao inchaço e quatro semanas de perda de peso. É baseada na alimentação mediterrânea, que estimula o consumo de alimentos ricos em ácidos graxos monoinsaturados (como castanhas, abacate, sementes) nas principais refeições. Os benefícios da dieta mediterrânea são sabidos há muito tempo, o estímulo a alimentos extremamente saudáveis e variados é um ponto forte que entre tantos outros benefícios baixa o colesterol ruim e representa fator protetor para doenças cardiovasculares.

FlatBellyDiet.com

FlatBellyDiet.com

Pontos positivos: a dieta está baseada na dieta mediterrânea, que já foi provada através de diversos estudos promover a saúde cardiovascular e prevenir doenças como câncer e diabetes. Sugere quatro refeições diárias, o que mantém o metabolismo ativo e evita o excesso de fome na próxima refeição. Contraindica o uso de alimentos refinados e industrializados.
Pontos negativos: não respeita a individualidade por limitar o valor calórico a 1600 calorias por dia, o que pode ser demasiado para alguns ou deficiente para outros. Sugerir que a barriga vai ficar lisa com esta dieta é prometer que a pessoa vai ganhar na loteria quando comprar o bilhete.
Opinião da nutricionista: “Generalizar a quantidade de calorias a ser consumida é um problema que em alguns casos pode promover cansaço excessivo e até mesmo um estresse metabólico. O que muitos não se dão conta é que para o corpo funcionar adequadamente ele precisa de energia. Quando fornecemos menos energia que nossa demanda, acabamos privando nossos órgãos de receber aquele mínimo que eles precisam e é neste momento que o metabolismo sofre alteração e torna-se lento”, diz a nutricionista Bruna Brognoli.

7 – DIETA FERNANDO ROCHA

O que é? Trata-se da perda de peso relacionada à vida do apresentador Fernando Rocha, do programa Bem Estar, da Globo, que começou um programa de emagrecimento. O apresentador diversas vezes publicou em suas redes sociais o cardápio que vinha seguindo, fazendo com que muitos indivíduos buscassem na internet as dicas de seu programa. Vale lembrar que o “#AfinaRocha”, como o processo de emagrecimento foi chamado, não é uma dieta isolada, e sim um programa de reeducação alimentar que contou com auxílio de profissionais especializados, como endocrinologias e até psicólogo, compondo uma equipe multidisciplinar.
fernandorocha
Pontos positivos: é extremante personalizada e, dentro do que a dieta propõe, cada indivíduo recebe de acordo com a sua necessidade suplementação vitamínica, de sais minerais e de aminoácidos.
Pontos negativos: como a pessoa tem um cardápio fixo para seguir, se a pessoa for copiar a dieta exata do apresentador, muitas vezes isso inviabilizará refeições fora de casa ou eventos sociais que envolvam comida, sendo este fator dificultante da adesão.

8 – DIETA GENÉTICA

O que é? É baseada na premissa que cada organismo é único e tem sua forma de funcionar e, consequentemente, responder de maneira diferente a diferentes alimentos e grupos alimentares. Um estudo realizado no início de 2015 associou 140 pontos do genoma ao excesso de peso. A ideia desta dieta é detectar variações do DNA que determinam o perfil genético da pessoa em relação à alimentação, avaliar como o corpo reage a cada alimento e desta forma elaborar cardápios conforme as peculiaridades e necessidades de cada pessoa.
dna
Pontos positivos: a dieta é bastante individualizada, respeitando o metabolismo, otimizando benefícios que vão além do emagrecimento, como a saúde e a prevenção de doenças. Depende do profissional para ser praticada, pois não basta ter o exame para fazer a dieta.
Pontos negativos: os exames genéticos ainda são muito caros e, por isso, pouco acessíveis. Algumas opções são o americano Pathway Fit ou o britânico DNA Fit (há opções de pagamento e envio internacional). Custam, em média, R$ 2 mil os exames. Além disso, fazer o exame e ter a dieta não significa que o resultado virá se a pessoa não se esforçar aliando mudança de hábitos a atividade física.
Opinião da nutricionista: “O exame genético traz ainda outros benefícios pois revela como metabolizamos vitaminas, minerais, lactose, glúten, cafeína, sal, gordura e a dieta é orientada a partir destes resultados”, exemplifica a nutricionista Maribel Melo.

9 – DIETA DOS CASAIS

O que é? Baseada no livro homônimo da nutricionista carioca Patrícia D. Haiat, que reúne dicas e cardápios para casais que querem e/ou precisam emagrecer. A base da dieta é o apoio que um presta ao outro e a consequente facilidade em seguir adiante. A dieta propõe a realização do diário alimentar onde o indivíduo anota tudo o que come ao longo do dia. A ideia do livro é ajudar os casais a fazerem compras, como elaborar o cardápio e como manter a vida social.
casais
Pontos positivos:  a proposta do casal fazer a dieta junto contribui muito para o sucesso do tratamento. Respeita as preferências pertinentes ao gênero (homens preferem alimentos mais salgados e marcantes, fazem 3 refeições diárias e mulheres preferem sabores mais doces e suaves, tendem a beliscar durante o dia).
Pontos negativos: o cardápio da dieta é rico em produtos industrializados, ricos em sódio e conservantes, o que favorece a retenção de toxinas pelo organismo, aumentando o quadro inflamatório típico do sobrepeso. O valor calórico muito reduzido pode levar a momentos de compulsão alimentar, ocasionada pela hipoglicemia e falta de nutrientes adequados.
Opinião da nutricionista: “Acredito ser muito interessante aliar este desafio dentro de casa e mudar as rotinas alimentares do casal buscando uma melhor qualidade de vida. Atendo vários casais que juntos criam metas e um acaba cuidando do parceiro”, opina a nutricionista Cátia Ruthner.

10 – DIETA CETOGÊNICA

O que é? A dieta cetogênica foi desenvolvida em 1920 nos Estados Unidos com o objetivo de tratar epilepsia em crianças. No entanto, com o avanço dos medicamentos anticonvulsivantes, caiu em desuso em 1940. Hoje em dia, serve como tratamento para obesidade e para Síndrome Metabólica e costuma trazer resultados rápidos. Na dieta cetogênica a principal fonte de energia diária são os lipídeos (as gorduras). Esta dieta costuma provocar um estado metabólico chamado de cetose, quando o nutriente usado pelo corpo são os corpos cetônicos em substituição à glicose (ou seja, queima a gordura como fonte de energia em vez de açúcar).

Foto: Emilio Pedroso

Foto: Emilio Pedroso

Pontos positivos: neste tipo de dieta, são eliminados alimentos com carboidratos e doces (por exemplo, massas, arroz, batata, feijão, leite, iogurte, bolachas, refrigerantes, chocolate), o que diminui os índices de glicose no corpo como consequência. A dieta conta com carne, embutidos (presunto, mortadela, salsicha, etc), ovo, queijo e derivados.
Pontos negativos: a grande perda de gordura pode levar à perda de massa muscular quando não há acompanhamento adequado. E pode também deixar o metabolismo lento e levar a deficiências nutricionais e sobrecarga de órgãos como o intestino e fígado.
Opinião da nutricionista: “Pode ser feita com alimentos saudáveis, mas não é o que ocorre na maioria das vezes, pois as pessoas entendem que podem comer gordura e proteína a vontade e passam a comer apenas ovo, bacon, carne, nata, salames, gelatinas zero”, opina Maribel Melo.

Leia também:
 “Corpo de verão”? Conheça os riscos de dietas que prometem a perda de peso em pouco tempo

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna