50% dos brasileiros defendem que mulher que aborta deveria ir para a cadeia, diz pesquisa

Foto: Leo Munhoz
Foto: Leo Munhoz

Você conhece alguma mulher que já abortou ou pelo menos já pensou sobre o assunto? Toda a vez que o tema descriminalização ou proibição do aborto vem a tona, discussões acaloradas surgem. Esse tema divide tantas opiniões que uma pesquisa divulgada na segunda-feira, 4, mostrou algumas contradições em seus resultados.

A pesquisa realizada pelo Instituto Patricia Galvão com o Instituto Locomotiva captou a percepção dos brasileiros sobre o tema. Enquanto 80% dos entrevistados, sendo eles homens e mulheres com 16 anos ou mais, afirmaram que a discussão do aborto é uma questão de saúde pública. Ao mesmo tempo 50% concorda que uma mulher que interrompe a gravidez intencionalmente deveria ir para a cadeia.

Quando perguntados sobre conhecerem ou não mulheres que já abortaram, 45% dos entrevistados responderam que conhecem alguém, contra 55% que afirmaram não conhecer.

Metade das mulheres (51%) que responderam o levantamento disseram que nunca terminariam uma gestação e quase metade dos homens (48%) deixaram claro que nunca deixariam uma mulher interromper a gestação de um filho seu. O risco de morte ou em caso da mulher ser vítima de estupro também não aumentaram os números sobre a opção de abortar, 61% dos brasileiros concordam com a interrupção no primeiro caso e 67% com o segundo.

Foram 1,6mil entrevistados em 12 regiões do Brasil e os dados abrangem ao período de 27 de outubro a 6 de novembro de 2017.

Leia mais:
:: Pesquisa: 64% dos brasileiros defendem que aborto é uma decisão da mulher
:: Lei americana autoriza maridos a impedir abortos através de processo judicial

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna