8 motivos que podem atrasar a menstruação

(Crédito: Reprodução/Youtube)
(Crédito: Reprodução/Youtube)

Se a menstruação atrasa, qual é a sua reação? Talvez você não precise suspeitar, imediatamente, que seja gravidez. O ciclo menstrual é um importante marcador biológico e outros fatores, além da gravidez, podem interferir em sua regularidade.

Consultamos o ginecologista paulista Gustavo de Paula Pereira para entender as principais situações que podem levar ao atraso ou ausência de menstruação.

_ É preciso ficar atenta ao ciclo menstrual e, se perceber que o atraso esteja acontecendo com frequência e por muitos dias, não se desespere e nem tire conclusões precipitadas. O mais indicado é procurar um ginecologista para saber se está tudo bem com a sua saúde e investigar as causas do atraso _ afrima o especialista.

Imaturidade do organismo
Esse é um quadro bastante comum nos primeiros cinco anos após a menarca (primeira menstruação) e ocorre porque o sistema reprodutor ainda se encontra em fase de amadurecimento.

Obesidade
O aumento da quantidade de gordura corporal afeta os níveis dos hormônios sexuais circulantes, causando assim alterações menstruais, com ciclos prolongados e, em alguns casos, até a amenorréia.

Síndrome dos Ovários Policísticos
Frequentemente associada à obesidade, essa síndrome decorre da produção de hormônios masculinos em excesso, levando a menstruação desregulada, com atrasos e até ausência completa. Em casos mais graves e quando não tratado, pode predispor ao desenvolvimento de diabetes, doenças cardiovasculares, infertilidade e câncer do endométrio.

Emagrecimento, dieta e exercício físico excessivo
Mulheres muito magras ou que perderam peso subitamente podem ficar com baixos níveis de hormônios esteróides sexuais, o que interfere no correto funcionamento dos ovários.

Estresse e ansiedade
Distúrbios emocionais podem interferir no ciclo menstrual, levando ao atraso menstrual e até à amenorréia. Isso costuma acontecer porque, quando em excesso, o estresse e a ansiedade afetam a produção hormonal que é regulada pelo hipotálamo.

Amamentação
Durante esta fase, é comum permanecer até seis meses sem menstruar, principalmente no período de aleitamento exclusivo, tendendo a retornar e se normalizar com a diminuição na frequência de mamadas e com o desmame.

Uso prolongado da pílula anticoncepcional
Ao se suspender o anticoncepcional após longos períodos de uso, é possível que ocorra uma variação na menstruação. Mas, para ela voltar ao normal, basta-se aguardar, pois o ciclo ovulatório costuma se regularizar naturalmente dentro de três a seis meses.

Insuficiência ovariana
Ocorre quando, por algum motivo, os ovários param de funcionar. A causa mais comum é a chegada da menopausa, porém outros fatores podem desencadear uma parada precoce da função ovariana.

Leia mais
:: 5 razões para testar o coletor menstrual, o novo absorvente
:: Da alteração da libido até o humor: 6 lições para entender melhor o ciclo menstrual
:: É possível se livrar da cólica de uma vez por todas? Especialistas comentam tratamentos para a dor

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna