Academias ao ar livre propõem breves paradas para malhação

Exercícios são ótimos para afastar o sedentarismo e alongar após as caminhadas

Só na Grande Florianópolis são pelo menos 27 academias ao ar livre
Só na Grande Florianópolis são pelo menos 27 academias ao ar livre Foto: Charles Guerra

Compartilhar

Um parquinho? Uma escultura con­temporânea com ferros retorcidos? Não, são as academias ao ar livre, ide­ais para pessoas idosas por serem mais leves, mas abertas para quem quiser deixar o sedentarismo de lado.

Elas estão espalhadas por várias ci­dades de Santa Catarina, assim como do país. Só na Grande Florianópolis são pelo menos 27. Uma delas fica na Avenida Beira-Mar Norte e oferece mais que exercício.

? Academia é muito barulhenta. Aqui é mais tranquilo e tem uma vista des­lumbrante ?  empolga-se a administra­dora Karen Schafer, 34 anos, que apa­rece malhando nas fotos desta matéria.

É claro que não se deve trocar as academias tradicionais pelas ao ar livre. Se és marombeiro, esquece.

? A ideia é servir de estímulo para os sedentários ou complemento para ou­tros exercícios, como uma caminhada pela Beira-Mar ?  explica Paulo Souza Filho, 24 anos, supervisor de 24 das Academias de Saúde na Ilha.

O economista Marco Aurélio Boabaid é um entusiasta dos aparelhos verdes retorcidos. Primeiro, vai do McDonald’s até a Ponte Hercílio Luz e volta até a academia. São cerca de 4 km, um ter­ço dos quais ele percorre correndo. De­pois, exercita-se nos aparelhos.

? Hoje, temos uma abundância de mulher no mundo, umas 10 para cada homem. Temos que nos cuidar ?  filo­sofa o economista de 68 anos.

Orientações básicas

> Fazer exercícios pode ser prazeroso. Não encare o treino como um desafio a ser vencido nem tente acompanhar colegas mais treinados.

> No verão, prefira roupas leves, que per­mitam a transpiração e a evaporação do suor. Evite tecidos que não respiram, como o náilon. Isso pode fazer com que o san­gue chegue muito quente ao cérebro.

> Nunca pare de repente. Diminua o ritmo dos exercícios gradualmente, para desace­lerar aos poucos o batimento cardíaco.

> Pratique exercícios pelo menos três vezes por semana. Faça da atividade física um hábito.

> Cerca de 60% do corpo humano é constituído por líquidos. Hidrate-se antes, durante e após a atividade física, para recompor o que é perdido com o suor.

> Na fase de adesão aos exercícios, é comum sentir desconforto muscular no dia seguinte. Faz parte do processo tem­porário de adaptação e não é motivo para desistência.

> Use filtro solar sempre que for praticar esportes ou exercícios ao ar livre.

Leia mais
Comente

Hot no Donna