Aprenda a se prevenir das dores causadas por horas dirigindo

Passar longas horas no trânsito, apesar de um hábito comum, pode ser prejudicial à saúde

Foto: Stock Images

Você costuma pegar congestionamento na hora de levar o filho para a escola, ou voltando da faculdade? Atenção: isso pode causar problemas na coluna. Confira algumas dicas para diminuir os riscos.

– Passar muito tempo sentado pode levar à fadiga nas musculaturas para-vertebrais o que, associado aos balanços do movimento dos carros e principalmente das motos, acaba ocasionando sobrecarga nos discos intervertebrais, podendo agravar quadros de hérnias de disco, lesões de ligamentos e musculares das mais diversas – explica o ortopedista e traumatologista Daniel Jorge.

Na prevenção desses problemas, o alongamento é indispensável, principalmente dos músculos dos trapézios, da lombar, dos braços, do peito, das coxas e das panturrilhas. O ortopedista dá algumas dicas: alongue a musculatura dos trapézios estendendo a cervical de um lado a outro. Já para a musculatura lombar, procure tocar com a mão no chão durante 20 segundos. Em seguida, abra ligeiramente as pernas e alcance com uma das mãos a lateral do pé oposto, também 20 segundos em cada um.

Outro fator importante é a postura ao volante. No carro, deixe o banco o mais reto que seu conforto permitir. Os joelhos devem ficar levemente flexionados, então não deixe uma distãncia muito grande entre o assento e a direção. Da mesma forma, os braços não devem ficar totalmente estendidos e a cervical deve permanecer reta e apoiada no encosto de cabeça. Caso seu carro não possua ajuste de lombar, apoie a região com um travesseiro fino – dica importante para quem sofre de lordose.

As motociclistas devem tentar manter a postura ereta, evitando curvar a coluna e relaxar a musculatura lombar e abdominal. Para auxiliar na sustentação da lombar, mantenha os joelhos flexionados e os pés na linha do bumbum. Dessa forma, as pernas ajudam a absorver os impactos – ainda mais importante em ruas irregulares ou esburacadas. Na hora de comprar o capacete, escolha um bem resistente e o mais leve possível, a fim de não prejudicar a coluna. Por fim, botas, luvas e roupas de proteção, além de aumentar em muito a segurança, também ajudam a manter a melhor postura.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna