As magras também sofrem

Apesar do padrão estético cultuar os magros, há quem sonhe com uns quilinhos a mais, mas não consegue ganhar peso

Mayara Nogueira virou modelo e aprendeu a usar a magreza a seu favor
Mayara Nogueira virou modelo e aprendeu a usar a magreza a seu favor Foto: Felipe Carneiro

Com todo o respeito à atenção que o excesso de peso deve ter da população e dos órgãos de saúde, sem entrar no dilema do padrão estético vigente, que não dá folga às gordinhas, há de se bradar: as magras também sofrem. Comentários do tipo “Olívia Palito”, “tábua de passar roupa” são só a versão mais explícita do estresse que paira sobre aqueles que têm hipermetabolismo ? grosso modo, quem queima calorias tão rápido que não sobra tempo para o organismo reservar gordura.

Mayara Nogueira é uma bela mulher. Aos 27 anos, ela distribui 54 quilos em 1m75cm de altura com displicência. Adora refeições do McDonald´s e não faz nenhuma atividade física. Às vezes, chega a 52 quilos. Basta ficar alguns dias sem comer direito e lá se vão dois quilinhos embora, sem drama. Num mundo em que ser magra é o suprassumo da beleza, todos acham Mayara uma privilegiada. Hoje ela é bem resolvida com a magreza. Tornar-se modelo fez do baixo peso um aliado. Mas, quando criança e na adolescência, a menina sofreu.

? Na escola, não era muito legal. Eu era sempre a magrelinha estranha. Fui a última da turma de amigas a beijar na boca. Os meninos não se aproximavam de mim. Nos esportes, ninguém me queria no time ? lembra.

Lorena Nolasco, psicopedagoga em uma escola de Florianópolis, afirma que entre os adolescentes é muito comum as meninas magras sofrerem preconceito e deboche, principalmente de outras meninas. O preconceito sobre elas interfere diretamente no desempenho escolar:

? As gordinhas estão mais acostumadas e acabam se saindo melhor. As magras geralmente começam a sofrer com isso na adolescência, quando ficam mais esguias e sequinhas. Mas o professor percebe logo a baixa no rendimento e o desinteresse em sala. Às vezes, elas não querem se envolver em trabalhos em grupo para não serem discriminadas – afirma Lorena.

Incômodos corriqueiros também tornam a realidade dos magros mais áspera do que pensa a maioria idealista. Segundo o endocrinologista Paulo de Tarso Freitas, a falta de gordura faz com que os magrelos conservem menos energia e, consequentemente, sintam mais frio.

? Eu sou muito friorenta. Não gosto de ar-condicionado. Tenho sempre que pôr um casaquinho ? concorda Mayara.

De acordo com Freitas, estima-se que menos de 3% da população seja magra.

Malhar pode engordar

Para quem quer ganhar peso, a musculação é o exercício mais indicado. O treino deve ser feito com pouca repetição (de oito a 12 vezes) e bastante peso. Mas o personal trainer Fernando Augusto Liz de Silva explica que é necessário fazer avaliações individuais que medem índice de massa muscular e de gordura no corpo para adequar o treino. A alimentação antes e depois do treino é fundamental. O ideal é ingerir proteína e aminoácidos até 30 minutos depois da malhação.

Roupas que enchem

A consultora de moda Juliana Meira afirma que as listras horizontais são básicas para quem quer se vestir de maneira “engordativa”. Outra dica são shorts e calças saruel. Nos modelos de jeans, deve-se evitar o skinny e apostar em modelagens menos afuniladas, como as de boca mais reta. Apostar em sandálias com amarrações no tornozelo é outra opção que dribla a silhueta fina, pois o trançado faz um corte na canela, dando volume ao tornozelo. Rendas, drapeados e babados devem ser usados nas partes do corpo em que a magrinha deseja aumentar o volume, como o seio, por exemplo. Batas e blusas mais fluidas dão movimento ao look e também dão efeito mais cheio para a silhueta.

Comer, comer e comer…

A dica da nutricionista Francine Ferrari é comer a cada quatro horas (café da manhã, refeição leve, almoço, lanche, jantar e ceia). Com uma dieta assim, a pessoa irá manter o metabolismo ativo e gerará energia ao seu organismo de forma contínua e moderada. O alimento número um para quem quer ganhar peso de maneira saudável é aveia. O cereal gera um metabolismo menos acelerado e, assim, o ganho de massa é maior. Outros alimentos fundamentais para quem quer ganhar peso são frutas como abacate, manga, banana e caqui. Chocolate, oleaginosas (castanha, avelã, e amêndoa), grão-de-bico, batata yacon e alimentos com gordura vegetal, como a manteiga Ghee, azeites de oliva extra virgem, óleo vegetal e a gordura de coco.

Leia mais
Comente

Hot no Donna