Celulite infecciosa: inflamação no tecido subcutâneo pode ser letal

Problema afeta homens e mulheres, principalmente pessoas com baixa imunidade

O pequeno Rafael recebe a atenção da médica Marilene Moon
O pequeno Rafael recebe a atenção da médica Marilene Moon Foto: Diego Redel

Bem diferente dos furinhos que aparecem no corpo feminino e não causam danos à saúde, a celulite infecciosa é uma doença grave.

Com febre acima de 38ºC e dores intensas na região embaixo do braço esquerdo, a vigilante Maria Teresa Barbosa procurou um hospital. Depois de ser examinada, ouviu, surpresa, um diagnóstico.

? Ele disse que eu estava com celulite infecciosa, me internou e receitou antibióticos ? conta.

Bem diferente da celulite que marca o corpo de muitas mulheres, a do tipo infecciosa é uma doença grave, que pode ser letal. O distúrbio ocorre quando o tecido subcutâneo inflama. Já a versão inofensiva, chamada pelos médicos de lipodistrofia ginoide, é o efeito estético do acúmulo de gordura.

Infecção perigosa

A dermatologista estética Tânia Vilela explica que a celulite infecciosa é provocada por vários tipos de bactérias. Os recém-nascidos estão mais sujeitos à ação de estreptococos, estafilococos e hemófilos. Os idosos, por sua vez, podem ser afetados por micro-organismos do tipo pseudomonas.

A infecção ocorre quando existe uma porta de entrada, como uma ferida ou uma picada de inseto. Segundo a médica, o problema pode ocorrer no rosto, em função de uma acne ou de um problema odontológico. Nesse caso, o cuidado deve ser redobrado.

? Na face é mais perigoso porque pode levar a uma meningite bacteriana ou a lesões nos olhos ? alerta.

A celulite pode, ainda, se manifestar como dolorosas bolhas, capazes de provocar necrose do tecido ao se romperem.

? Embora seja mais raro, o quadro pode evoluir para infecção generalizada ? afirma a dermatologista Bárbara Uzel. Essa é a variante mais perigosa desse mal, pois o paciente corre o risco de morte.

Palavra de especialista

A celulite comum é o terror das mulheres. A do tipo infecciosa afeta também os homens?

Bárbara Uzel: Não se deve confundir a celulite que acomete as mulheres, cujo nome científico é lipodistrofia ginoide (mais comum em mulheres por questões hormonais), com a celulite infecciosa, que pode acometer homens e mulheres em qualquer idade, principalmente pessoas com baixa imunidade, como pacientes em tratamento de quimioterapia, por exemplo.

Erisipela e celulite infecciosa são a mesma doença?

B.U: Não. A erisipela é uma infecção também bacteriana, porém, mais superficial da pele. Ela também afeta vasos linfáticos e acomete principalmente membros inferiores, geralmente associada a um ferimento prévio que infecciona e evolui para erisipela.

Este tipo de infecção pode deixar sequelas? Quais são elas?

B.U:  Se for tratado precocemente, este distúrbio não deixa sequelas, mas se evoluir sem tratamento, pode deixar cicatriz. Como é uma infecção bacteriana, se não for corretamente tratada, pode evoluir para uma infecção sistêmica e levar à morte.

O diagnóstico da celulite infecciosa é complicado. A infecção é desconhecida por parte dos médicos?

B.U: Não é difícil, pois trata-se de um quadro clínico muito clássico e a maioria dos médicos está preparada para reconhecer. O fundamental é o tratamento precoce com antibióticos e exames de acompanhamento para a detecção da bactéria.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna