Detox, antienvelhecimento e emagrecedor! 10 chás que são aliados da saúde

(Omar Freitas/Agência RBS)
(Omar Freitas/Agência RBS)

Natasha Heinz, especial

Quer emagrecer, fazer uma operação detox ou antienvelhecimento? O chá pode ser seu aliado. E não estamos falando apenas do já conhecido chá verde: há um universo a desbravar. A começar pelo fato de a maioria das bebidas que a gente toma e chama de chá, são, na verdade, infusões.
O verdadeiro chá é aquele extraído das folhas da planta Camelia sinensis. São cinco variedades, classificadas de acordo com o tempo de oxidação e idade das plantas extraídas: preto, branco, azul, vermelho e verde, com diferentes benefícios para saúde e beleza. Todos os outros que conhecemos são infusões: maçã, camomila, boldo, etc. As infusões são preparadas na xícara da mesma forma que os chás, mas elas podem ser feitas de folhas, flores ou até pedaços de diferentes plantas que não a Camelia sinensis.

— No Brasil, a gente tem uma cultura de infusões e agora está descobrindo os benefícios dos chás também — afirma Michel Bitencourt, sócio-proprietário da Tea Shop e especialista em chás. — São mais saudáveis do que os refrigerantes e mais magros do que os sucos de fruta, por exemplo. Uma caneca de chá não tem açúcar, nenhuma contra-indicação e apenas duas calorias.

:: 10 erros para evitar ao começar uma dieta
:: Chef de Gisele Bündchen revela a dieta da família: “80% do que eles comem é vegetal”

Para quem ainda tem dúvida, a nutricionista Francine Ferrari dá a dica:

— Os chás têm ação para controle de peso e aumento metabólico, assim como ajudam no processo de desintoxicação do organismo.

Os cinco clássicos

Apesar do nome ser utilizado sem restrições, o verdadeiro chá é aquele extraído das folhas da planta Camelia sinensis. Assim, existem apenas cinco variedades de chá, classificadas de acordo com o tempo de oxidação e idade das plantas extraídas:

1. Chá preto

O chá da energia pode ser tomado como substituto do café. É o chá com mais quantidade de teína – molécula idêntica à cafeína presente nas folhas do chá – e, por isso, ajuda a acordar. Ao contrário da cafeína que é absorvida rapidamente pelo corpo e perde o efeito logo, a teína demora mais tempo para fazer efeito, mas se mantém no corpo por mais tempo.

2. Chá Oolong (azul)

Ideal para depois do almoço ou para a tarde, esse chá tem propriedades digestivas. Com flores de laranjeira e uma oxidação relativamente longa, o ajuda o metabolismo a digerir os alimentos. O Oolong recebe o apelido de chá azul porque é semi-oxidado e, ao ser processado, ele é enrolado em bolinhas, adquirindo um tom azulado.

3. Chá vermelho (Pu Erh)

Não é nome técnico: nesse, é o nome da região em que ele é encontrado, como está explicado abaixo. É outra forma de chamar, pelo fato dele só ser produzido nesta região.

(Omar Freitas/Agência RBS)

(Omar Freitas/Agência RBS)

Espécie de chá verde, o chá vermelho tem este apelido, pois só é encontrado na região de Pu Erh na China. Seu processo se diferencia das outras variedades, pois ele passa por um processo de fermentação em barris de carvalho por, no mínimo, três anos. Ideal para depois do almoço, o chá vermelho elimina toxinas e ajuda o organismo a absorver menos gorduras, além de eliminar aquelas já existentes.

4. Chá branco

É conhecido como chá da beleza porque suas folhas não passam por um processo de oxidação, o que o deixa com o menor nível de teína entre os cinco tipos de chá e o maior nível de antioxidantes. Ele também é rico nas vitaminas C, K e do complexo B, além de potássio, manganês e ácido fólico, por isso, neutraliza a ação de radicais livres no organismo, acelera o metabolismo e queima gordura.

5. Chá verde

Grande aliado das dietas, o chá verde tem efeito antioxidante, diurético e anti-inflamatório. A nutricionista Brunna Reis, pós-graduada em nutrição funcional e ortomolecular explica que o último se dá por conta da inibição do fator NF-kB, um ativador de inflamação no organismo. O chá verde também é fotoprotetor, protegendo a pele contra efeitos dos radicais livres. O seu uso na dieta está relacionado a substâncias termogênicas que ajudam na perda de peso e, por causa do efeito anti-inflamatório, é um excelente aliado ao combate à celulite.

Outras opções

6. Matcha: o chá completo

Tipo de chá verde criado apenas em regiões específicas Japão, o Matcha tem ganhado popularidade nas dietas porque potencializa todos os benefícios do seu “coirmão”. Nos quesitos teor de antioxidantes, melhora no metabolismo e vitaminas, por exemplo, uma caneca de 200 ml de Matcha equivale a 10 xícaras de chá verde.

(Omar Freitas/Agência RBS)

(Omar Freitas/Agência RBS)

Tudo isso se deve à preparação do Matcha. Os pés de Camelia sinensis que irão dar origem a esse tipo de chá produzem mais clorofila e aminoácidos; na preparação, os caules e veias das folhas são retirados antes da trituração. O resultado é um pó verde que se toma misturando com água quente e mexendo com uma colher — como um café solúvel — ou um batedor de bambu natural. O sabor do é mais suave do que o do chá verde normal: menos adstringente e um pouco mais doce.
Michel Bitencourt lista os benefícios do Matcha, estão:

– Efeito diurético, ajudando na eliminação de gorduras.

– Alto teor de antioxidantes que neutralizam a ação dos radicais livres, melhoram a imunidade, reduzem a inflamação, previnem o aparecimento de doenças degenerativas e retardam o envelhecimento celular.

– Regulação dos níveis de colesterol e melhora da circulação.

– Ajuda no metabolismo: o Matcha aumenta a resistência e queima calorias quando tomado imediatamente antes de fazer exercícios físicos.

00b81a5e

– Teores de fibra alimentar que melhoram o trânsito intestinal e regulam o nível de açúcar no sangue.

– Elevado teor de vitaminas: três vezes mais vitamina A do que a cenoura, sete vezes mais vitamina B2 do que o espinafre e nove vezes mais vitamina E do que o abacate.

– Efeito detox: a nutricionista Juliana Burger, da Unicamp, explica que estudos mostram que o consumo do matcha pode potencializar a queima de gorduras em até quatro vezes, sem causar efeitos adversos. Outra característica importante é a grande quantidade de clorofila presente em suas folhas, que faz com que o corpo elimine substâncias que prejudicam o seu correto funcionamento, o auxilia no processo de emagrecimento.

:: Leituras magrinhas! Dois livros sobre dietas que você precisa ler
:: Descubra os benefícios de colocar “gorduras boas” na sua dieta

Aposte nas infusões!

A nutricionista Brunna Reis indica infusões que oferecem benefícios para o corpo — e são parceiros na dieta.

7. Chapéu de couro

Erva com ação diurética e anti-inflamatória, a infusão dela auxilia na limpeza do trato digestivo e ajuda o fígado a eliminar toxinas. Uma boa pedida para dietas detox!

8. Hibisco

O hibisco é uma planta rica em substâncias antioxidantes. Ela tem ação diurética, ajudando as mulheres que retém muito líquido, principalmente próximo à menstruação. Além disso, o hibisco ajuda no emagrecimento, por atuar na redução da formação e no acúmulo de gordura no corpo.

9. Canela

Com ação termogênica, acelera o metabolismo, ajudando no emagrecimento e na queima de gorduras no corpo.

10. Cavalinha

Com ação anti-inflamatória, estimula o metabolismo cutâneo, acelera a cicatrização e aumenta a elasticidade de peles secas e envelhecidas, atuando como hidratante. Por ser rica em silício, a infusão de cavalinha também combate a celulite e ajuda a evitar o envelhecimento precoce. Seu efeito diurético é bem-vindo na retenção de líquidos.

Leia mais
Comente

Hot no Donna