Conheça os diferentes tipos de meditação e saiba que benefícios o exercício pode trazer

Saiba também o passo a passo de como fazer o exercício de meditação

Foto: xx

Existem várias formas de meditação, em grupo ou individuais. Há os que entoam mantras e os que ficam quietos. Medita-se de olhos abertos ou fechados, em frente a uma vela acesa, com a visão fixada na chama, ou apenas concentrado em um lugar silencioso.

Mais sobre meditação:
:: Antes vista apenas como atividade mística, meditação ganha o aval da ciência
:: Fernanda Pandolfi: os primeiros passos rumo ao hábito de meditar

O que se tenta alcançar é a quietude da mente e um caminho muito eficiente para isso é se voltar para a respiração, contá-la e inspirar e expirar suave e profundamente. O importante é criar uma rotina e dedicar-se de meia hora a uma hora por dia.


Os tipos de meditação diferem na forma de concentração:

Budista: Concentra-se na respiração e na repetição de mantras (palavras curtas). Busca o foco na vida presente e procura se desligar dos desejos humanos.

Zazen: Vinda do budismo de tradição japonesa, é a meditação do não-pensamento. A mente não deve se concentrar em nada.

Transcendental: Não está relacionada a religiões ou doutrinas. Não requer esforço, controle mental ou concentração. Busca o estado mínimo de excitação mental.
 
Indiana: Técnicas relacionadas à tradição da ioga “atualizadas” por gurus como Rajneesh e Deepak Chopra. Trabalham com mantras e posturas variadas.

Cristã: É feita com o foco na ideia de Deus ou a repetição de uma oração ou um trecho bíblico. você sabe o que é meditação?

O que mais a meditação pode fazer por você?

Meditar é um exercício que você não faz com o corpo, e sim com os seus pensamentos. Você medita quando fica bem quietinho em um local calmo, sem qualquer barulho e não pensa em nada. Nada mesmo. Quando você medita, sua cabeça e seu corpo ficam mais saudáveis.

Depressão:  Reduz as chances de novos episódios de depressão, evitando recaídas.

Problemas gastrintestinais:  Alivia os sintomas de dor, prisão de ventre e diarreia em pacientes com síndrome do intestino irritável.

Ansiedade: Ameniza sintomas de ansiedade e pânico e ajuda a manter o estresse sob controle.

Hipertensão: Diminui a pressão sanguínea, desobstruindo as artérias.

Dor crônica: Aumenta o autocontrole.

Hiperatividade: Crianças ficam mais atentas, menos impulsivas e melhoram o comportamento hiperativo.

Fontes: Universidade de Cambridge, Clínica de Redução de Stress da Universidade de Massachusetts, Instituto de Pesquisas Cerebrais (em Iowa), Universidade de Albany, Mind and Body Institute of Medicine


Exercício de meditação:

1. Foque em uma palavra, frase curta, som ou oração.

2. Sente-se em silêncio e numa posição confortável.

3. Feche os olhos.

4. Relaxe os músculos, dos pés à cabeça.

5. Respire devagar e naturalmente. Ao mesmo tempo, diga sua frase, som ou palavra silenciosamente, para você mesmo.

6. Tenha uma atitude passiva. Não se preocupe se está indo bem. Quando outro pensamento vier à mente, retorne com calma a seu tema de repetição.

7. Concentre-se assim por 10 a 20 minutos.

8. Não se levante imediatamente. Continue sentado e em silêncio por algum tempo, permitindo que outros pensamentos retornem. Só então abra os olhos.

 

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna