Cuidados com a saúde bucal pode diminuir o ronco

Especialista explica que o uso de aparelho pode melhorar a qualidade de vida dos pacientes

Obesidade, a respiração bucal e o uso de cigarro e álcool agravam o problema do ronco
Obesidade, a respiração bucal e o uso de cigarro e álcool agravam o problema do ronco Foto: Stock Photos

O ronco é o primeiro sinal que o organismo dá de que existe alguma coisa errada com a respiração durante a noite. Segundo o cirurgião-dentista especialista em periodontia Ismael Marques Novo, o ronco e a apneia do sono podem ser tratados com aparelhos bucais, que avançam a mandíbula e impedem que a língua obstrua a passagem do ar na garganta.

? O ronco faz com que a pessoa durma mal e não tenha o chamado sono reparador. Por este motivo, as pessoas que roncam têm a impressão de não terem dormido direito durante à noite e, no dia seguinte, ficam sonolentas e indispostas ? explica.

O especialista destaca que o problema é causado pela vibração dos tecidos da garganta, em função da turbulência do ar à medida que as vias aéreas se estreitam. A obesidade, a respiração bucal e o uso de cigarro e álcool agravam o problema do ronco. Se não tratado, ele pode evoluir para a chamada apneia do sono, parada respiratória que ocorre durante o sono e que pode ocasionar sérios problemas à saúde como hipertensão, enfarte do miocárdio e AVC.

? Os aparelhos orais são uma das melhores opções de tratamento, porém a avaliação odontológica do paciente é muito importante. Deve apresentar saúde periodental e articular para que o uso do aparelho seja seguro ? afirma.

Ismael explica que para quem ronca, essa é uma alternativa para evitar a cirurgia. É uma prática rápida e eficiente, confortável e com custo relativamente baixo.

Leia mais
Comente

Hot no Donna