Dietas desintoxicantes ajudam a limpar o organismo: entenda como funcionam e confira receitas

Conheça também os chamados "teatox", chás com função desintoxicante

Foto: André Ávila
Foto: André Ávila

Por Susiani Silva, especial

Dietas de desintoxicação já eram um hábito em culturas ancestrais, que restringiam determinados alimentos ou aderiam ao jejum total ou parcial por um curto período, para eliminar toxinas. Hoje em dia, a prática do chamado detox se desdobrou em outros processos com o mesmo objetivo: eliminar os elementos nocivos do organismo, seja após um período de fartura de comida ou bebida, como ocorrido nas festas de fim de ano, ou em momentos pontuais do cotidiano. 

O corpo humano está naturalmente preparado para desenvolver sua própria desintoxicação, mas a quantidade de substâncias nocivas a que estamos expostos, na vida contemporânea, é maior do que a capacidade física de eliminá-las. Por isso a importância de tratamentos que potencializem essa ação. O detox, então, serve para promover a redução da retenção de líquidos e o equilíbrio dos nutrientes no organismo. Como bônus, retardam o envelhecimento e previnem desequilíbrios de saúde.

A variedade de menus detox é extensa, mas em geral são compostos basicamente por sucos verdes, chás, frutas, saladas e sopas. Todos os alimentos inclusos devem ser de baixo índice glicêmico, isto é, aqueles cuja digestão e absorção ocorre lentamente pelo organismo. Uma das tendências das clínicas são os tratamentos combinados para potencializar os resultados: a dieta pode ser associada a complementos como massagens (drenagem linfática manual), manta térmica, cápsulas de nutricêuticos e antioxidantes e atividades físicas.

– Uma sessão de Diamond Detox, por exemplo, associa diversas técnicas e chega a eliminar de 1,5 a 2 quilos por sessão. Melhora também a celulite – explica a fisioterapeuta Vanessa Tellitu Grendene sobre o procedimento que dura, no mínimo, duas horas e meia.

Tratamentos complementares ao detox

Massagens – a drenagem linfática manual facilita a eliminação de líquidos e toxinas através da estimulação do sistema linfático gerando aumento metabólico. Exemplo: redução de edema e medidas.

Manta térmica – este acessório combinado a bandagens com ativos drenantes e desintoxicantes possibilita a excreção de toxinas através das glândulas sudoríparas consequentemente gerando redução de edema e medidas.

Equipamentos – LEDs são equipamentos que apresentam luzes de variadas cores e comprimentos de onda cada qual com a sua função no organismo, mas todas tem em comum como resultado final o aumento metabólico facilitando as funções de excreção do organismo e propiciando o seu equilíbrio. Ex.: redução de medidas e inchaço.

Nutricêuticos e antioxidantes – São cápsulas que possuem combinações de nutrientes e vitaminas que facilitam o funcionamento do organismo e a excreção de toxinas. Ex.: auxiliam na redução de inchaço.

Atividades físicas – As atividades físicas regulares propiciam o aumento do metabolismo e consequentemente facilitam as excreções do organismo. Em longo prazo, auxiliam no emagrecimento e redução de medidas.

VOCÊ SABIA?

Elementos tóxicos estão presentes no nosso dia a dia e, pouco a pouco, contaminam o corpo. Ar poluído, medicamentos, álcool, corantes, produtos químicos e até cosméticos contêm substâncias nocivas que se acumulam nos tecidos e células do corpo. Elas se acumulam nos tecidos do corpo, nas células de gordura, e bloqueiam os sinais de saciedade.
– Tais substâncias podem criar irritação e/ou efeito danoso em um organismo, comprometendo a absorção de nutrientes e sua distribuição no corpo – explica a nutricionista clínica funcional Roberta Vieira dos Santos.
Além do ganho de peso, as toxinas acumuladas geram problemas de pele, inchaço, dor de cabeça, gases, intestino preso, memória ruim, e aumentam a probabilidade do surgimento de várias doenças.

Alimentos funcionais no processo de detox

1 – Cúrcuma: também conhecido como açafrão-da-terra, é rico em curcumina, fitoquímico que apresenta potente efeito antioxidante, anti-inflamatório e antimutagênico (protetores do DNA, que evitam que moléculas tóxicas e mesmo radicais livres causem mutações nas células)

2 – Chá verde: rico em catequinas, sendo que uma delas, a epigalocatequina 3-galato está envolvida no controle da iniciação, promoção e progressão da carcinogênese (formação de câncer)

3 – Alho: as altas quantidades de enxofre no alho auxiliam na produção de glutationa que promove a desintoxicação e também ajuda a combater as bactérias e fungos nos intestinos.

4 – Própolis: mais rica fonte de flavonóides, tem ação protetora do fígado contra a ação de diversos xenobióticos (compostos químicos estranhos ao  organismo)

5 – Cebola: fonte de queratina, tem ação de redução da formação de radicais livres, aumento nos níveis de glutationa hepática (substância que combate o envelhecimento, rejuvenesce as células, fortalece o funcionamento do Sistema Imune) e ação protetora do fígado.

Leia também
:: As 10 dietas mais buscadas pelos brasileiros em 2015 (e seus prós e contras)

SUQUINHOS CORINGA

A nutricionista Roberta Vieira dos Santos criou 5 receitas de sucos para quem precisa dar “um susto” no organismo e promover um rápido detox. Ela indica o uso de frutas orgânicas, aproveitando todas as partes da fruta. A quantidade de água pode ser conforme o gosto pessoal ou ser substituída por chá verde ou de alecrim. Todos devem ser batidos no liquidificador com gelo.

RECEITA 1
Limonada (feita com limão e um pouco da casca) batida com uma ou duas folhas de couve, uma colher de sopa de biomassa de banana verde, duas lascas de cúrcuma e uma pitada de pimenta preta moída.

RECEITA 2
Uma xícara de mix de frutas vermelhas, um pedaço pequeno de beterraba crua, um pires de folhas da beterraba misturados a 150ml de água de coco.

frutinhasvermelhas

RECEITA 3
Um pedaço pequeno de cenoura crua, meia maçã, um pedaço pequeno de pepino (ou 2 talos de aipo, a parte crocante), duas lascas de gengibre, uma colher sopa de sementes de linhaça em 150 ml de água.

aipo

RECEITA 4
Uma xícara de abacaxi picado, folhas de hortelã a gosto, uma colher de chá de óleo de coco extravirgem, uma pitada de canela em pó em 150 ml de chá feito com a casca do abacaxi.

RECEITA 5
Duas colheres de sopa cheias de abacate, uma banana bem madura pequena congelada, meio limão (com casca) em 150ml de água.

 

Fotos: André Ávila

Fotos: André Ávila

ACEITA UM CHÁ?

Uma alternativa aos sucos é a ingestão de chá com a função detox, o chamado teatox (tea = chá). Consumidos quentes no inverno, podem ser bebidos no verão na forma de refrescantes chás gelados. A receita a seguir foi desenvolvida pela jornalista Vanessa Musskopf, autora do site Santa Dieta, onde compartilha sua paixão por chás, consumidos diariamente, e sua história de vida (eliminou 15 quilos com reeducação alimentar).

– Cresci vendo minha mãe e avó com o costume de beber chás. E elas dividiam comigo, além das xícaras, seus conhecimentos sobre os benefícios das plantas medicinais, seja para auxiliar a digestão ou até mesmo curar um resfriado.

Quando sente necessidade de promover uma limpeza no organismo, Vanessa promove a “semana do teatox”, que consiste em tomar, em média, nove a 10 xícaras da bebida desintoxicante por dia.

– Mantenho também uma alimentação saudável aliada à prática de exercício físicos. De manhã, são duas xícaras de chá detox. No trabalho, são mais 4-5 xícaras. E antes de dormir, tomo mais duas xícaras de chá com uma combinação livre de cafeína, pode ser um de camomila e melissa. Os resultados? Apesar das várias viagens ao banheiro, é possível perceber a pele melhor, menos retenção de líquido e o intestino voltando a trabalhar regularmente – diz Vanessa.

Aprenda a fazer em casa a receita da jornalista:

Ingredientes
Hibisco (flor com propriedades diuréticas, ajuda na redução das taxas de lipídeos e glicose no sangue)
PU-EHR (ou chá vermelho, acelera o metabolismo e regula a função intestinal)
Cascas de laranja (antioxidadante)
Amêndoas em pedaços (fonte de vitamina E e com propriedades antiinflamatórias e e antioxidantes)
Coco ralado sem açúcar (contribuem para a redução e controle do colesterol elevado e açúcar no sangue).

Modo de fazer: ferva a água, deixe o chá em infusão por 5 minutos e depois coe.

chazinhodavanessapronto

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna