Especialista em distúrbios do sono dá dicas para se acostumar com o horário de verão

Uma das maiores reclamações é sair da cama de manhã

Excesso de trabalho precisa ser administrado para evitar desperdícios de tempo
Excesso de trabalho precisa ser administrado para evitar desperdícios de tempo Foto: Stock Photos, Divulgação

Muita gente pode ter reclamado de sentir sono no primeiro dia útil de horário de verão. Do terceiro domingo de outubro ao terceiro domingo de fevereiro, os moradores do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Distrito Federal precisam adiantar os relógios em uma hora.

A medida é boa para a economia do país e também para a saúde, já que é possível aproveitar que o dia demora mais para acabar para fazer uma caminhada. Mas como fazer para se acostumar à mudança?

Sair da cama de manhã pode ser a maior dificuldade. Quem já tinha de acordar bem cedo, agora precisa levantar quando ainda está escuro.

? As pessoas que acordam muito cedo sofrem mais que as outras, mas todos nós acabamos demorando um pouco pra realinhar o nosso relógio interno. Muita gente acaba tendo dificuldade para iniciar o sono e para acordar, com redução da atenção e concentração. Isso leva um tempo até melhorar ? afirma o médico especialista em distúrbio do sono, Pablo Moritz.

O ideal é dormir bem não importa se seis, sete ou oito horas por dia. Pablo conta como é possível se adaptar mais rapidamente ao novo horário:

? A melhor dica é começar a acordar todo dia sempre no mesmo horário e se expor à claridade. A luz do dia é o que realinha o nosso relógio biológico. É bom fazer isso inclusive nos finais de semana.

Já quem tem dificuldade para dormir, deve evitar a luz no fim da tarde.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna