Especialistas afirmam que não há evidência científica sobre a relação entre celulares e câncer

Chumbo, picles e café também teriam sido classificados como "possivelmente cancerígeno"

Especialistas concluiram que não há evidência científica sobre a relação
Especialistas concluiram que não há evidência científica sobre a relação Foto: Stan Honda

A informação de que o uso de telefones celulares estaria relacionado ao câncer deixou muita gente alarmada. Depois de todos os rumores, um estudo divulgado no último sábado afastou a possibilidade.

Um comitê de especialistas britânicos, americanos e suecos revisou as pesquisas e concluiu que não há nenhuma evidência científica sobre a relação.

Segundo os pesquisadores, “ainda restam algumas incertezas, mas o acúmulo de evidências contrárias à hipótese é maior”.

A polêmica começou há cerca de dois meses. A Agência Internacional de Pesquisas de Câncer (AIPC) da Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou o uso de celulares como “possivelmente cancerígeno em humanos”.

A agência também teria qualificado como possivelmente cancerígenas itens como o chumbo, os picles e o café.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna