Estica, puxa e torce: TRX envolve trabalho aeróbico em posição de suspensão

Treinamento é praticado com o auxílio de uma tira de náilon com alças para pés e mãos

TRX pode ser utilizado para reabilitação ou para o treinamento de atletas
TRX pode ser utilizado para reabilitação ou para o treinamento de atletas Foto: Diego Vara

Uma atividade que permite exercitar vários músculos ao mesmo tempo. Esse é o TRX, sigla que significa treinamento em suspensão e que faz uso do peso corporal, permitindo centenas de exercícios funcionais. O peso do corpo é o que move.

O aparelho permite o desenvolvimento de força, equilíbrio, flexibilidade e estabilidade aos músculos que dão sustentação ao corpo em pessoas de qualquer nível de condicionamento físico e habilidade. Pode ser utilizado para reabilitação ou para o treinamento de atletas.

? Não é doloroso, porém é fatigante, pois trata-se de um exercício resistido-funcional, pois usa agrupamentos musculares de forma conjunta ? explica o educador físico e fisioterapeuta Paulo Lenz.

O treinamento em suspensão é praticado com o auxílio de uma simples tira (faixa) de náilon resistente em formato de Y com alças para pés e mãos com regulagem de altura. A ponta simples da faixa é presa a uma parede ou a algum objeto fixo ? pode ser uma árvore, em caso de prática ao ar livre, e nas outras duas pontas existem manoplas, onde são apoiados os pés ou mãos durante o exercício.

? O treinamento movimenta músculos que muitas vezes nem lembramos que existem ? relata Paulo Lenz.

Movimentos funcionais

Os movimentos são feitos a partir da inclinação do corpo nos eixos ao redor do mesmo. O TRX envolve trabalho numa posição de suspensão contra a gravidade onde o peso do corpo é a resistência.

? Trata-se de uma ferramenta portátil diferente, volátil e que permite fazer um trabalho diferenciado ao nível do estímulo proposto e é um treino de performance integrada, utilizando múltiplos exercícios.

Segundo o educador, esta nova modalidade de fitness é diferente das máquinas de musculação, na medida em que permite um trabalho mais funcional, que exige mais trabalho de coordenação e desafios de estabilização, treina e reporta benefícios em todo o corpo.

A indicação é que a atividade seja realizada no mínimo três vezes por semana e a duração pode variar de 30 a 60 minutos. Além disso, na prática de uma hora de TRX são gastas em média 600 calorias, quase o dobro do que em um treino de musculação.

? É preciso ressaltar que a atividade não substitui a musculação, mas melhora o tônus e a força muscular, diferente da musculação, que não é funcional ? alerta.

Benefícios

> Desenvolvimento da consciência sinestésica e controle corporal

> Melhoria da postura

> Melhoria do equilíbrio muscular

> Diminuição da incidência de lesão

> Melhora da performance atlética

> Tem efeito positivo na saúde da coluna vertebral

> Aumento da eficiência dos movimentos

> Melhora do equilíbrio estático e dinâmico contraindicação

> Pessoas com lesões articulares ou musculares, que forem exigidos no exercício, não devem praticar

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna