Falar sobre higiene íntima ainda é um tabu para as mulheres, confirma pesquisa

Ilustração: Pixabay
Ilustração: Pixabay

Para as mulheres, o cuidado com a área íntima é parte essencial do bem-estar diário. No entanto, a conversa sobre questões relacionadas à higiene íntima ainda é tratada com desconforto. Estas são as conclusões de um estudo da Carefree em parceria com o Ibope Inteligência. Na região sul, quase a metade das entrevistadas (47%) ainda se sente incomodada para falar sobre corrimento e umidade, por exemplo.

Leia também
:: Dormir sem calcinha faz bem para a saúde

Foi também no Sul que registrou-se o maior número de mulheres que concordaram se incomodar com a transpiração íntima, somando 44% das entrevistadas. Segundo a ginecologista e sexóloga Carolina Ambrogini, as mulheres não devem deixar que esse incômodo atrapalhe seu dia a dia:

– É comum que as mulheres sintam um desconforto maior com a umidade em alguns períodos do mês, como, por exemplo, logo após a menstruação ou durante a ovulação. Quando isso afeta o seu dia a dia, ela pode buscar soluções seguras para ter mais conforto – explica a especialista.

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Para evitar esta sensação, 46% das entrevistadas disseram já ter tomado um segundo banho para sentir a área íntima mais limpa. Já 22% delas afirmaram levar uma calcinha extra na bolsa na maioria das vezes, para trocá-la e sentir-se mais limpa e confortável. E 37% das entrevistadas fazem uso do protetor diário.

No total, o levantamento entrevistou mais de 1050 mulheres de 142 municípios brasileiros, com idade acima de 16 anos. Na região sul foram entrevistadas 151 mulheres.

:: Sem inibição nem rotina: a sex coach Tatiana Presser ensina como ter uma vida sexual mais feliz
:: Menstruação dolorida? Dificuldade para engravidar? Saiba mais sobre a endometriose e o seu tratamento
:: No Dia Mundial do Orgasmo, descubra 5 mitos e verdades sobre o orgasmo feminino

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna