Hoje é o “dia da gula”: 7 dicas para não passar dos limites

Existe data para tudo hoje em dia nessa vida. Neste 26 de janeiro, por exemplo, “comemora-se” o Dia da Gula. Já passou por aquela situação em que você não sabe se está com fome ou apenas entendiada e com vontade de comer? Pois este é um dos maiores problemas para quem pretende eliminar alguns quilos na balança. Aqui, compartilhamos um guia preparado pelo Vigilantes do Peso para não cair em tentação e comer na hora errada. 

1. Evite jejuns prolongados

Regra número um: sempre se alimente antes de sair de casa! Caso contrário, você poderá ficar irritado e estará mais suscetível a fazer escolhas alimentares inadequadas durante todo o dia.

:: 10 erros para evitar ao começar uma dieta ::
:: 9 razões que explicam por que você não consegue emagrecer ::
:: 10 aplicativos que te ajudam a manter a dieta e emagrecer ::
:: 10 mitos e verdades sobre dieta ::

2. Hidrate-se

Você sabia que, muitas vezes, a fome pode ser confundida com a sede? Se ela aparecer em horários inesperados e fora de hora, é melhor suspeitar. Antes de procurar algo para comer, beba um copo de água e aguarde alguns minutos. Se a sensação de fome passar, parabéns: você se poupou de um impulso alimentar desnecessário.

3. Bebidas quentes

Se você conseguir incluí-las na rotina de verão, ótimo! Os chás são amigos poderosos para quem quer controlar a gula porque são quentes, confortam e promovem sensação de saciedade, controlando episódios de ansiedade em que guloseimas seriam o alvo número 1.

Cha-Verde-650

4. Invista nas fibras e proteínas

Planeje seu cardápio com alimentos ricos em fibras e proteínas magras. Inclua frutas, legumes, verduras, grãos, cereais integrais, sementes, leguminosas, ovos, peixes de carne branca e aves sem pele, por exemplo. As fibras e as proteínas têm o poder de prolongar a saciedade, minimizando a possibilidade de eventuais deslizes.

5. Tire alimentos de baixo valor nutricional da rotina

Alimentos cheios de açúcar e gordura, como biscoitos recheados, sorvetes cremosos, chocolates, bolos, doces em geral, macarrão instantâneo têm que sair do cardápio! Por serem ricos em açúcar e gordura saturada, no cotidiano, eles colaboram ainda mais para a compulsão alimentar criando um “ciclo vicioso” no organismo que induz o cérebro a sempre enviar sinais pedindo mais. Na medida em que são reduzidos do cardápio, o corpo vai se acostumando e diminuindo a necessidade por esse tipo de alimento.

6. Se for comer guloseimas, fique atento!

Embora devam ser evitadas, privar-se demais das tentações pode não ser uma atitude tão inteligente, já que aumenta as chances de você exagerar assim que tiver uma brecha. Mas fique de olho nas quantidades! Se for comprar um chocolate, prefira os com mais cacau e opte por embalagens individuais. Dividir também é sempre uma boa ideia, então, evite comer guloseimas sozinha ou escondida.

biscoitos-e-doces-eles-tambem-precisam-ter-vez

7. Fazer um check-list pode ajudar

– Estou praticando exercícios regularmente?
– Estou planejando corretamente minhas refeições?
– Estou obtendo sucesso na minha trajetória de emagrecimento?
– Estou conseguindo controlar meus impulsos alimentares ultimamente?

Quanto mais “sim” você responder, melhor. Isso significa que você está seguindo o seu plano e está tomando uma decisão consciente ao escolher uma tentação para esse momento. Caso contrário, tente outras alternativas que sugerimos acima para controlar a ansiedade!

Leia mais:

:: Nutricionista ensina a manter a dieta sem abrir mão do encontro com as amigas ::
:: “Corpo de verão”? Conheça os riscos de dietas que prometem a perda de peso em pouco tempo ::
:: Dietas desintoxicantes ajudam a limpar o organismo: confira receitas ::
:: Por que o café da manhã é fundamental para manter o pique – e até emagrecer ::

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna