Livre-se das gordurinhas do final de ano em 10 passos

Donna traz dicas para se recuperar dos excessos de Natal e Ano Novo

Foto: Denis Raev

Durante as festas de final de ano, é quase impossível manter a dieta. Não dá para resistir às delícias das ceias de Natal e Ano Novo, repletas de assados, alimentos gordurosos, panetones e sobremesas. Após as festas, é comum que quem exagerou comece dietas radicais a fim de perder os quilinhos a mais adquiridos com os excessos, um hábito que pode ser perigoso para a saúde.

O nutrólogo André Veinert explica que o ideal para recuperar a forma é consumir alimentos leves e de fácil digestão, como saladas, frutas, carnes magras e legumes.

– Inclua ainda no cardápio diário fibras como aveia, soja, germe de trigo e castanha de caju, pois as fibras facilitam a digestão e dão mais saciedade – recomenda o especialista.

Grandes vilãs do início do ano, as sobras de comida das festas podem ser divididas entre os convidados, e as carnes dividas em porções pequenas e congeladas para consumir ao longo de um tempo maior. Isso evita que uma só pessoa fique com toda a tentação:

– Olhar para uma mesa repleta de guloseimas só faz aumentar a fome. Por isso, deixe de lado alimentos pesados com muitas gorduras e, consequentemente, mais calóricos. Evite ingerir frituras, molhos à base de maionese e queijo, doces feitos com creme de leite e manteiga – recomenda Veinert.

Para iniciar o ano sem medo de subir na balança, confira as 10 dicas preparadas por Donna para perder as gordurinhas adquiridas em dezembro:

1) Comprometa-se: Assuma o compromisso consigo mesma e capriche na dedicação. Estabeleça metas diárias como incentivo, aproveitando o início do ano para ter maior motivação.

2) Pratos leves: Faça refeições leves com verduras, legumes e saladas, dando preferência a carnes magras assadas, cozidas ou grelhadas.

3) Coma várias vezes ao dia: O ideal para emagrecer é fazer de 5 a 6 refeições diárias, bem fracionadas, intercalando café da manhã, almoço e jantar bem equilibrados com lanches leves e saudáveis como frutas, iogurtes e barrinhas de cereais light. Pular refeições só a faz sentir mais fome e comer mais na refeição seguinte.

4) Sucos: Hidrate-se com sucos refrescantes e pouco calóricos, como melão, maracujá, abacaxi e limão.

5) Carboidratos integrais: Substitua os carboidratos refinados pelos intergrais, pães, arroz e massas integrais, aveia, granola, que contém maior teor de fibras, vitaminas e minerais que os refinados.

6) Não aos doces: Fique longe dos doces e, se não conseguir, evite o excesso.

– O ideal é comer uma porção pequena ou substituir a sobremesa por uma fruta – recomenda o nutrólogo.

7) Água: Passe o tempo bebendo água – de 2 a 2,5 litros por dia – podendo alternar a água mineral com água de coco. Sucos em pó e refrigerantes não são bons hidratantes, uma vez que contém altos teores de sódio, responsável pela retenção de líquidos.

8) Coma sem fome: Não deixe de comer no intervalo entre as refeições, mesmo que não sinta fome. Esse hábito diminui a quantidade de alimento ingerido ao longo do dia – na próxima refeição, você não vai exagerar. Frutas, iogurtes light, queijo branco ou barras de cereais light são boas opções para o lanchinho.

9) Gorduras insaturadas: Abuse de peixes de água fria (salmão, por exemplo), abacate, castanhas e nozes, alimentos que possuem gorduras insaturadas. Elas evitam problemas de saúde – e, consumidas com moderação, não atrapalham a dieta.

10) Exercícios físicos: Aliar uma alimentação balanceada a exercícios físicos é a receita do sucesso. Se não tiver o hábito, inicie com uma caminhadas diária de 30 minutos, e caso entre na academia não esqueça de pedir a avaliação de um profissional. Não exagere logo de início: comece a se exercitar devagar e vá aumentando a ritmo, o tempo e a carga, de forma que seu corpo tenha tempo de se adaptar às novas atividades.

– Investir na alimentação e exercícios físicos significa menos peso, menos estresse e mais disposição para garantir o corpo e saúde em dia – recomenda Veinert.

Leia mais
Comente

Hot no Donna