Nem tão inocentes quanto parecem: alimentos que parecem inofensivos, mas prejudicam a dieta

Até alface pode engordar se consumida do modo errado

Foto: Stock Images

O medo de ingerir gorduras faz acreditar que alimentos pouco calóricos podem ser consumidos sem restrições. A noção de light e diet é o melhor exemplo. Os alimentos diet são aqueles sem adição de açúcar, desenvolvidos, a princípio, para suprir as necessidades dos diabéticos. O sucesso entre não portadores da doença levou a indústria a investir em uma infinidade de produtos com essa denominação.

? Só que muitos não têm qualidade ? alerta a nutricionista Elisa Cordenonsi. ? Adoçantes mais palatáveis têm mais toxinas. Você usa para diminuir o consumo de calorias e, em compensação, intoxica o organismo, causando um desequilíbrio que leva ao ganho de peso.

Já os light enganam quem não lê todas as letrinhas miúdas da embalagem. Alimentos que carregam essa classificação têm, em sua composição, algum item diminuído. De acordo com a nutricionista, pode ser o teor de sódio, a quantidade de calorias ou o valor proteico.

? Às vezes, o produto é light no sódio, mantendo o valor calórico. Continua sendo light, só que engorda mais ? avisa. ? É preciso restringir o consumo de alimentos vazios em nutrientes, como o refrigerante. É diferente de um alimento que tenha calorias, mas também vitaminas e minerais, que vão lhe trazer vitalidade, qualidade de sono, pele e cabelos bonitos.

Não se engane

– Sucos
Quantas laranjas você é capaz de comer de uma vez? Certamente, menos do que usaria para fazer um copo de suco. E é aí que as frutas podem se tornar um perigo calórico. “O suco tem altíssima concentração de frutose, o açúcar das frutas. Sendo que, batidos ou feitos no espremedor, eles perdem a parte fibrosa, que garante a saciedade”, explica a nutricionista Elisa Cordenonsi

– Granola
Se não prestar atenção, pode levar para casa um produto com muito açúcar e calorias. E o que é misturado a ela pode elevar ainda mais essa quantidade.

– Sanduíche de atum
Você chega do trabalho e pensa: “Vou fazer um sanduíche leve, com atum, pão integral, queijo branco, tomate, alface e maionese light. Assim não engordo”. Pensou errado. Com exceção da maionese, os outros itens são, sim, saudáveis e leves. Mas não juntos. “A busca por uma alimentação saudável leva muita gente a fazer bombas calóricas misturando vários itens sadios”, afirma Elisa.

– Sushi
“São alimentos ricos em carboidratos e pobres em proteínas”, diz Elisa. “Se comer pouco, tudo bem. Mas sushi toda semana proporciona um excesso de carboidratos que pode ser prejudicial à dieta”. Sem falar no molho shoyu. “Há muito sódio ali, mais do que o corpo precisa.”

– Castanhas
Mesmo muito calóricas, contêm gordura boa, como a que há no óleo de coco e no azeite de oliva. Porém, da mesma forma que os outros citados, normalmente são consumidas em quantidade maior que a necessária. “O nível de calorias ingeridas pode ser altíssimo”, alerta Elisa. “Em 100g de castanha, a pessoa pode consumir até 600 calorias”.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna