Nutricionistas avaliam a Dieta Dukan, que secou Kate, Gisele e Jennifer Lopez

Profissionais gaúchos discordam dos benefícios duradouros prometidos pelo método francês

Foto: Stock Photos,Divulgação

Chama-se Dieta Dukan o método de emagrecimento da moda. A imprensa internacional credita a ela a perda de peso de famosas como Kate Middleton, Gisele Bündchen e Jennifer Lopez. Criada pelo nutrólogo francês Pierre Dukan, a dieta promete não só um emagrecimento rápido, mas também a manutenção do novo peso para o resto da vida.

A Dukan tem programa alimentar composto por quatro fases: ataque, transição, consolidação e estabilização. A primeira tem consumo de muita proteína: carne magra, frango e peixe entram à vontade no cardápio. Mais tarde, conforme as outras fases vão se sucedendo, a alimentação ganha verduras e legumes, fruta e porções controladas de pães e massas integrais.

A revista Donna conversou com dois nutricionistas gaúchos para saber como avaliam a Dieta Dukan. Paulo Henkin e Lilian Caliendo analisaram uma sugestão de cardápio presente no livro escrito por Pierre Dukan para dar seu parecer.

Para Paulo Henkin, já existe comprovação científica suficiente de que a porcentagem de macronutrientes na dieta não modifica o resultado final. Em resumo: mais proteínas, mais gorduras ou mais carboidratos não serão os responsáveis pela vida com bom peso.

– O que importa é que no conjunto total da dieta o fornecimento de calorias seja menor do que o gasto.Tudo que sair fora desta regra é modismo, não tem sustentabilidade. Esta dieta é uma proposta hipocalórica e desequilibrada –  avaliou Henkin.

Lilian Caliendo também recomenda atenção antes de iniciar a dieta. Segundo ela, a Dukan negligencia o equilíbrio nutricional das refeições, a reeducação alimentar e o incentivo à prática regular de exercícios físicos.

– Apesar do passo a passo proposto pela dieta ter o objetivo de não causar rebote no peso, com reintrodução gradual dos carboidratos, é inevitável o retorno daquele peso pelas carências de micronutrientes essenciais. A grande redução de calorias também resulta em um metabolismo mais lento, dificultando, mais tarde, a queima de calorias e por conseqüência a tão desejada manutenção do peso – alerta.

A nutricionista Lilian Caliendo discorda do colega francês. Para ela, a dieta de Pierre Dukan não tem chance de ser tão eficaz para manutenção do peso quanto promete:

– Ela está condenada a falhar por se tornar enjoativa e não estimular modificações permanentes nos hábitos alimentares.

Leia mais
Comente

Hot no Donna