#OutubroRosa! Rico em antioxidantes, o suco rosa estimula a produção de células de defesa no organismo

Além da cor, que faz uma homenagem ao Outubro Rosa, o suco rosa feito a partir de laranja, beterraba, gengibre e limão tem outra característica benéfica: ele reforça o sistema imunológico e, portanto, colabora na prevenção do câncer.  As frutas amarelas, alaranjadas e vermelhas são ricas em carotenoides, antioxidantes precursores da vitamina A, que estimulam a produção de células de defesa e ajudam nas respostas imunológicas do organismo, segundo a nutricionista Eliza Scarpin.

— As frutas cítricas também fortalecem o sistema imunológico por serem ricas em vitamina C, um poderoso antioxidante que combate os radicais livres, substâncias resultantes dos processos metabólicos naturais do organismo e que são grandes responsáveis pelo enfraquecimento da imunidade — explica Eliza.

:: Sem açúcar, por favor! 10 dicas para reduzir a vontade de comer doce
:: Happy hour sem culpa: nutricionista ensina a manter a dieta sem abrir mão do encontro com as amigas

Antibactericida natural, o gengibre é um grande aliado na prevenção de infecções por bactérias. Incluí-lo na alimentação diária, em sucos e vitaminas, pode também ajudar a diminuir o enjoo.

Aposte no suco à base de beterraba combinado a frutas cítricas – em geral, a receita inclui uma fatia generosa de beterraba crua, descascada, combinada a uma unidade pequena de limão ou laranja ou até mesmo bergamota, além de água ou gelo a gosto – e até a outros tubérculos, como cenoura (ambos podem ser combinados na mesma proporção, acrescidos de 200ml de água ou água de coco). Por ser natuiralmente adocicada e fonte natural de açúcar, a beterraba costuma dispensar adoçantes nas preparações, o que também contribui para a manutenção de peso. No entanto, é recomendado ter cuidado com a moderação na ingestão do suco rosa: por ser um poderoso laxante natural, a beterraba em excesso pode causar dores abdominais – na dúvida, consulte sempre um nutricionista.

 

O suco rosa é rico em flavonoides, que tem ação diurética, e antocianinas, que são anti-inflamatórias

O suco rosa é rico em flavonoides, que tem ação diurética, e antocianinas, que são anti-inflamatórias

Para incluir na dieta já

Alho – rico em alicina, que inibe a ação de nitrosaminas, associadas ao câncer do aparelho digestivo.

Brócolis, couve-flor e repolho – têm sulfarofanos, capazes de eliminar substâncias químicas responsáveis por mutações cancerígenas: seu consumo ajuda a diminuir o risco de câncer de mama, útero, próstata, intestino, bexiga, pulmão e laringe.

Melancia, tomate e goiaba – ricos em licopeno, substância antioxidante responsável pela coloração vermelha e que previne o câncer de próstata.

:: Conheça as principais causas do mau funcionamento do intestino

Uva vermelha – contém altas concentrações de antioxidantes fenólicos (catequina, epicatequina, resveratrol), potentes agentes preventivos do câncer.

Chás verde e branco – fonte de compostos polifenoicos, que tem efeitos anticancerígenos, inibindo o surgimento e o desenvolvimento de tumores no pulmão, esôfago, duodeno, pâncreas, fígado, mama e cólon.

Soja – contém isoflavonas, que ajudam contra várias formas de câncer, incluindo o de mama e o de próstata.

Linhaça – rica em lignana, um fitoestrógeno de ação relacionada à prevenção de câncer de mama, colo do útero e próstata.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna