Prevenção é o melhor remédio: saiba como evitar as doenças respiratórias típicas da estação

Crianças e idosos, que têm sistema imunológico mais frágil, são os que mais sofrem

Utilize um lenço descartável para conter a tosse ou o espirro
Utilize um lenço descartável para conter a tosse ou o espirro Foto: Divulgação

Nunca o provérbio “é melhor prevenir do que remediar” fez tanto sentido. É só mudar a temperatura que as doenças respiratórias aparecem. As crianças e os idosos, que têm sistema imunológico mais frágil, são os que mais sofrem, além dos fumantes, um dos mais propensos a problemas neste período.

Principalmente no outono e no inverno aumenta o número de casos de resfriado, gripe, bronquiolites, e suas complicações: sinusite, otite, amigdalite, pneumonias, e também meningite meningocócica, caxumba e algumas diarreias virais.

? Dentre as explicações para a sazonalidade, podemos destacar a queda da temperatura, que favorece a permanência de pessoas em ambientes fechados e mal ventilados, fato que auxilia na disseminação dos agentes infecciosos, bem como causa diminuição transitória da imunidade das pessoas, sobretudo no trato respiratório ? explica o médico infectologista Fábio Gaudenzi de Faria.

Febre, tosse, que pode ser seca ou com expectoração, coriza (corrimento nasal) são alguns dos sintomas das infecções respiratórias.

? Importante salientar que não é obrigatório o aparecimento de todos os sintomas juntos para se dar diagnóstico dessas doenças ? afirma Fábio.

Outra doença que costuma aparecer nesta época é a meningite meningocócica. Seus principais sintomas são febre e dor de cabeça, acompanhada da rigidez de nuca (dificuldade de aproximar o queixo do tórax, com dor na região do pescoço).

A maioria das doenças é de origem viral e não necessita de medicação específica, mas todos os pacientes precisam de avaliação médica para determinar a gravidade e a presença de complicações.

? Como regra geral, devemos manter uma alimentação variada, com alimentos com pouca gordura e açúcar, e ofertados de acordo com a fome do paciente (não insistir na alimentação, pois podemos provocar vômitos, sobretudo em crianças). Líquidos devem ser ingeridos abundantemente ? completa Fábio.

Uma forma de avaliar se a quantidade de líquidos ingeridos é adequada é pela coloração da urina: urina transparente significa uma pessoa bem hidratada; urina amarelada s ignifica falta de líquidos no organismo.

:: Previna-se:

? Higiene frequente das mãos com água e sabonete ou com uso de álcool-gel

? Mantenha a casa e o ambiente arejados, livres de poeira e sujeira

? Pessoas que estão doentes devem evitar o contato com as sadias (trabalho, escola, lazer), para diminuir a transmissão

? Utilize um lenço descartável para conter a tosse ou espirro

? Tenha uma alimentação saudável, rica em verduras, frutas e legumes

? Evite choques de temperatura

? Beba bastante água

Leia mais
Comente

Hot no Donna