Previne doenças, ajuda na hidratação e mais: descubra os benefícios da abobrinha

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

A abobrinha é um alimento que passa batido nas suas compras da feira? Pois você está perdendo de consumir um alimento riquíssimo em nutrientes e muito versátil na cozinha.

Popularmente, a abobrinha é considerada um vegetal, mas a classificação botânica a coloca no grupo das frutas, como melancia, melão, pepino e abóbora, que são da família das cucurbitáceas. Todas as suas partes são comestíveis e proporcionam muitos benefícios à saúde. Veja alguns:

1. Ajuda na hidratação

Mais de 90% do peso da abobrinha é de água. Algumas pessoas não tomam quantidades do líquido suficientes para manter a hidratação do corpo. O consumo desse alimento ajuda a manter o intestino hidratado, melhorando o seu funcionamento e a saúde do organismo como um todo.

Leia mais colunas da Raquel:
:: Saiba como a aveia dormida pode ajudar você a perder peso e ter uma dieta mais saudável

:: Como manter a dieta no inverno: veja um cardápio quentinho, saboroso e light
:
É saudável? Emagrece? Ajuda no treino? Tudo o que você precisa saber sobre o jejum

2. Rica em nutrientes

A abobrinha contém boas quantidades de vitaminas e minerais importantes para o funcionamento de todo o metabolismo, como cálcio, ferro, fósforo, vitaminas A, E, C, K, B1, B2 e B3, magnésio e potássio. Quando fazemos ela refogada, por exemplo, alguns nutrientes se tornam mais disponíveis para serem absorvidos, chegando a dobrar os benefícios para a saúde.

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

3. Baixíssimo valor de carboidratos e gorduras

Além de possuir muitas vitaminas e minerais, a abobrinha tem pouquíssimos carboidratos, proteínas e gorduras, que são nutrientes que fornecem calorias. Por exemplo, em 100g do vegetal, há cerca de 3g de carboidratos.

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

4. Super antioxidante

Em 100g, a abobrinha fornece 40% da nossa necessidade diária de vitamina C, a mais poderosa fonte dietética de antioxidantes. Para garantir todos os benefícios antioxidantes, como fortalecer o sistema imunológico, reduzir a chance de desenvolvimento de doenças, além de prevenir o envelhecimento precoce da pele, é importante consumir a abobrinha inteira, com casca e sementes. Uma boa dica é optar pela orgânica, diminuindo a exposição aos agrotóxicos.

5. Poder anti-inflamatório

A presença de gordura ômega-3 nas sementes e de carotenoides, como a luteína, zeaxantina e beta-caroteno, na casca faz da abobrinha uma boa aliada na prevenção de gripes e resfriados. Atualmente, é comum encontrarmos pessoas que têm um estado inflamatório subclínico crônico, ou seja, uma inflamação de baixa intensidade, mas persistente, que prejudica todo o funcionamento do metabolismo. Esse quadro é causado por maus hábitos de vida e alimentos com poder anti-inflamatório ajudam a melhorar essa condição.

6. Proteção cardiovascular

Esse vegetal é uma grande fonte de potássio, mineral que auxilia na redução da pressão sanguínea e controla os batimentos cardíacos. Para pessoas com doenças relacionadas com o aumento da pressão sanguínea, por exemplo, a abobrinha é uma ótima opção.

Foto: Raquel Lupion

Foto: Raquel Lupion

7. Versatilidade na cozinha

Por não ter um sabor muito pronunciado, a abobrinha é coringa em receitas já consagradas, quando o objetivo é incluir mais vegetais na alimentação, diminuir o aporte calórico, ou até mesmo reduzir o consumo de carboidratos, sem perder o sabor e a variedade alimentar. Com ela, podemos fazer receitas de caneloni, lasanha e espaguete, ou acrescentar em sopas, refogados e assados.

Receita de espaguete de abobrinha com tofu

Para isso, usei um equipamento específico, que parece um apontador de abobrinha, e faz esses fios longos que parecem, de fato, um espaguete. De você não tiver um desses, pode ralar o legume. Também existe a opção de comprar pronto.

ralador_de_abobrinha

Foto: Raquel Lupion

Ingredientes
1 abobrinha
1 colher de sopa de azeite de oliva
Folhas de sálvia a gosto
Alho a gosto
1 colher de chá de sal marinho
50g de tofu
Para marinar o tofu: shoyo sem glutamato e cúrcuma

Modo de preparo
Cortar o tofu em quadradinhos e deixar marinando no shoyo com cúrcuma;

Enquanto isso, fazer o espaguete de abobrinha, temperar com sal e deixar sair a água de dentro dela por uns minutos;

Refogar o alho no azeite de oliva e acrescentar a sálvia;

Depois que a folhinha da sálvia já tiver ficado crocante, colocar o tofu na panela e mexer um pouco, mas não muito, para o tofu não desmanchar. Reserve;

Ferva um litro de água e coloque a abobrinha para amolecer um pouco, cerca de 3 minutos, na água fervente;

Depois, junte com os outros ingredientes e incorpore um pouco da água do cozimento, aos poucos, para fazer um molho.

#DicaExtra
Aproveito para deixar uma sugestão de montagem de um prato equilibrado. Metade do prato é composto por salada crua (alface, tomate, cenoura e repolho), ¼ do prato tem o espaguete de abobrinha (que pode ser trocado por outros legumes cozidos, assados ou refogados) e o outro ¼ do prato tem um hambúrguer de soja com molho de tomate (que pode ser substituído por arroz e feijão, ou alguma proteína de origem animal).

Leia mais
Comente

Hot no Donna