Qualidade de conteúdo médico na internet é questionável, segundo especialista

Doutora em Medicina Farmacêutica e Bioquímica, Fabiana Trevisol tirou dúvidas dos leitores

Rede tornou-se uma interminável e gigantesca enciclopédia médica
Rede tornou-se uma interminável e gigantesca enciclopédia médica Foto: Divulgação

Pesquisar sobre os sintomas, tirar conclusões precipitadas de diagnóstico, somatizar ou até abandonar tratamento médico. Recorrer ao “Dr. Google” para pesquisar sobre informações médicas parece prático, mas pode trazer sérios problemas de saúde.

A qualidade da informação é o que mais preocupa os profissionais da saúde. Embora muitos sites de conteúdo médico sejam seguros, outros são elaborados por leigos e com informações questionáveis, segundo a doutora em Medicina Farmacêutica e Bioquímica, Fabiana Schuelter Trevisol. Ela participou de um bate-papo do Vida & Saúde, nesta segunda-feira, às 14h.

? Os sites mais confiáveis são os oficiais, como das sociedades brasileiras de medicina, Ministério da Saúde, além de sites científicos. Sempre é importante perguntar aos médicos quais os sites recomendados por eles. Contudo, nem sempre a linguagem usada é acessível para a maioria da população.

Segundo ela, blogs e sites de comercialização de produtos devem ser evitados. Filtrar a informação também não é tarefa fácil para quem não tem conhecimento científico.

? Cada pessoa é um ser único, com particularidades, e só um profissional capacitado tem condições de diagnosticar e tratar doenças. O diagnóstico é um conjunto entre a clínica e os exames. É importante o paciente confiar no profissional e se não sentir segurança buscar um segunda ou terceira opinião.

A relação médico-paciente também mudou com a popularização da internet. Dez anos atrás, poucos pacientes chegavam no consultório informados. No entanto, o excesso de informações na rede e o uso de fontes pouco confiáveis pode deixar o paciente confuso.

? A internet não atrapalha. A diferença é que os pacientes às vezes não conversam ou não perguntam suas dúvidas. Depois tentam sanar essas curiosidades buscando informações na internet. Um dos maiores problemas é a doença psicossomática: o paciente ler sobre sintomas de uma doença e achar que as tem. O mesmo acontece lendo bula de medicamento: nem todos os efeitos adversos possíveis, irão acontecer.

>>> Maiores enrascadas online


Confira o bate-papo completo:

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna