Saiba os cuidados necessários para o implante de silicone no bumbum

Cirurgia está ganhando cada vez mais adeptas

Foto: Sxc

Não tem jeito! A preferência nacional é o bumbum e as mulheres estão sempre em busca de artifícios para valorizar a região. E apesar de não alcançar o Ibope da prótese de mamas, líder absoluta no ranking brasileiro de cirurgias plásticas, a de bumbum está em alta.

Indicada para corrigir defeitos genéticos, alterações de forma e volume, a cirurgia necessita de alguns cuidados, como todas as outras. Confira os passos de cada etapa do procedimento:

Pré-operatório: é necessário realizar adequada avaliação pré-operatória, onde são realizados exames para avaliar a saúde do paciente.

Pós-operatório: a cirurgia costuma ser pouco dolorosa, controlados com analgésicos e antiinflamatórios usuais, o paciente tem de evitar deitar de barriga para cima por aproximadamente 20 dias e, dependendo do trabalho que exerce, poderá voltar às atividades em duas semanas, sem fazer esforço. A atividade física só fica liberada após dois meses da cirurgia, de forma gradual e é importante manter a região bem higienizada.

A cirurgia: é feita com anestesia peridural e sedação ou geral, o procedimento tem duração aproximada de duas horas. Logo após a cirurgia, o paciente deve colocar a cinta modeladora e permanecer usando-a por aproximadamente um mês.

Os riscos: como na prótese de mama, a colocação de silicone no bumbum também apresenta riscos como hematoma, infecção, cicatrizes desfavoráveis e riscos anestésicos.

Resultados: podem ser vistos logo após a cirurgia. Porém, devido ao inchaço, apenas com 15 dias é possível notar um pouco mais. E em dois meses, o resultado final é garantido.

Leia mais
Comente

Hot no Donna